Pregações do Padre Léo

O Blog disponibiliza pregações do Padre Léo em áudio e vídeo. Clique aqui.

Promoções e sorteios

Há mais de três anos o Blog Padre Léo Eterno busca evangelizar doando prêmios relacionados ao Padre Léo Para um de seus leitores a cada mês. Confira resultados e a promoção mais recente.

Acompanhe o blog nas redes sociais

Sabia que muita coisa que não aparece aqui no blog está nos perfis que mantemos no Facebbok, Instagram e também no Twitter? Siga e curta!.

Textos para reflexão

O blog reserva espaço a reflexão através de trechos de livros e pregações do Padre Léo e do que mais Deus nos inspirar. Boa leitura!.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Jesus é o caminho que nos leva ao céu!


Era segunda feira, 27 de fevereiro de 2006, Acampamento de carnaval, na Canção Nova, em Cachoeira Paulista, 11:15 da manhã. Há 11 anos, padre Léo fazia a sua última pregação daquele retiro. O tema:”A verdade é o caminho para a felicidade”. Nesse dia repetiu, mais uma vez, o que é a essência de seu sermão:  Jesus é o único caminho de acesso a Deus, e que nós, conhecendo esse caminho, deveríamos ter fé, esperança, e confiança. "Somente seremos felizes, se vivermos na verdade... A verdade para nós tem nome. A verdade é Jesus, foi  Ele mesmo quem disse 'Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida (João 14,6)'".
Quem não obedece os mandamentos, não ama a Deus. Padre Léo nos falou sobre os mandamentos da Lei de Deus , que são uma proposta de amor.


Já no início e durante a pregação, deixa transparecer os primeiros sinais de que passaria por provas amargas. Sabemos que a sua vontade  de evangelizar superou toda a dor que estava sentindo.
A sua vida nova começava ali, quando proclamou a Palavra que está em Efésios 4,17-24. "... despojai-vos do homem velho, corrompido pelas concupiscências enganadoras. Renovai sem cessar  o sentimento da vossa alma e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade" (v.v.22-24).
Após o almoço, foi internado com convulsões. A partir daí iria experimentar o poder da cruz de Cristo em sua vida. E vimos a luta de um homem, mês a mês, que aceitou a proposta de amor, que traçou uma meta: a sua santificação.

O sacerdote do coração de Jesus, viveu o novo tempo, um novo êxodo. Nessa travessia teve que tomar muitas decisões, abrir mão de coisas, delegar funções, decidir sobre a sua vida, mas Deus revelou a sua glória de um modo grandioso. Dos momentos sofridos brotou uma esperança alegre e libertadora.
Por maior que seja o nosso sofrimento, nada poderá nos separar dos cuidados de Deus, isso se dá pela nossa fé. Padre Léo dizia: "Precisamos ter a coragem de enfrentar  todas as tribulações. Crescemos espiritualmente quando superamos os maiores desafios. Por maior que tenha sido a desgraça em sua vida, em Deus ela pode se transformar em uma grande graça".


Possuir a graça de Deus, é viver a vida nova em Cristo."Quero aproveitar todos os segundos deste meu câncer para que depois possa surgir um outro homem...revestido deste corpo físico, ou se não, do corpo glorioso prometido pelo Senhor". Sofreu os efeitos da quimioterapia, mas sua alma em estado de graça é nova criatura. Sentia-se forte na fé, calmo, sereno, paciente. Aquele que na sua fragilidade confiou plenamente em Jesus, perseverou na fé, na fidelidade de um “sim”sofrido, fez da própria vida uma entrega, uma oferta agradável a Deus.

O processo de nossa salvação é um grande mistério, uma história do amor de Deus, para conquistarmos a vida eterna, vida que começa com a morte. Jesus é o único caminho que nos leva ao céu, onde preparou um lugar para cada um de nós. Ele é a verdade, a verdadeira Vida.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Cura Interior e o tratamento dentário

Há pessoas que vivem com confiança  e esperança, os desafios da vida. Reconhecemos no padre Léo, um homem guiado pelo Espírito Santo, que foi capaz de enxergar a realidade e a dureza da vida, sem deixar-se abater pelo derrotismo, pelo pessimismo. Pelo contrário, tinha a capacidade de transformar algo aparentemente negativo, tirando daí lições para nós.

Aprendemos um pouco mais sobre Cura Interior, a partir de um acontecimento de sua vida.
  
"A ação do Espírito Santo em nós pode ser comparada a um bom tratamento dentário. Lembro-me de um retiro que fui pregar em Florianópolis.
Na sexta feira, à noite, na missa de abertura do retiro, comecei a sentir uma forte dor de dente. Após a missa fui a um afamado odontólogo, e o dente foi anestesiado. Fiquei tranquilo, pois já não sentia dor e precisava trabalhar o final de semana todo.
Acontece que, de madrugada, passou o efeito da anestesia e a dor voltou com maior intensidade. Ao amanhecer do sábado fomos procurar outro dentista, pois o que me atendeu havia viajado. Repetiu o mesmo tratamento anterior. Fui pregar sem dor.
Logo após o almoço, passou o efeito da anestesia. Uma senhora, que estava presente no retiro disse que a sua filha poderia me atender e gratuitamente. Fui até seu consultório. Quando a menina olhou minha boca, ficou apavorada. O problema era muito sério, era necessário um tratamento de canal. Ela fez o possível, abriu o canal e colocou um curativo provisório.
Na segunda feira fui procurar a Glades, querida amiga que cuida dos meus dentes. Tive que voltar várias vezes, porque, como todos sabem, o tratamento de canal é bastante complexo e demorado. Exigiu esforço e paciência e algumas horas de trabalho sério".

Neste pequeno trecho que se encontra no livro: Servir no Espírito, padre Léo faz uma comparação entre  Cura interior e o tratamento dentário. Através de seu Ministério de Cura Interior, tinha necessidade de nos ensinar que Cura Interior é um processo demorado e progressivo.
"...Às vezes é preciso um tratamento mais profundo (como o tratamento de canal), outras vezes é necessário uma restauração; e constantemente é necessário um cuidado muito especial, com escovações diárias, limpeza adequada e consultas regulares ao dentista..."

Não podemos ficar na superficialidade. "É preciso deixar a ação de Deus ir até as raízes". A Cura Interior nos proporciona a descoberta dos traumas mais profundos.
"Não adianta somente anestesiar. É preciso descobrir as causas do problema. A gente chega ao dentista, com uma pequena cárie e ele, com a terrível broquinha vai alargando a cavidade até chegar às raízes da enfermidade. Do contrário, o problema volta e sempre volta pior".


 

Livro: Servir no Espírito:
Este livro ajuda-nos a aprofundar um relacionamento com Deus, para que possamos mergulhar nessa fonte: a água restauradora do Espírito Santo. A leitura dos nove capítulos deste livro quer nos levar a essa experiência extraordinária.

 www.bethania.com.br


















quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Pregação: Para além do deserto

Acampamento de Ano Novo, sede da Canção Nova, Cachoeira Paulista, 31/12/2002.


Após anos de opressão, o povo de Israel começou a clamar e Deus suscitou Moisés que subiu ao Monte Horeb e através de uma visão, teve seu encontro com Deus. 
Padre Léo nos fala de Moisés (capítulo 3 do livro do Êxodo), que apesar de suas limitações como pessoa, se superou, foi além, porque confiou a sua vida em Deus e se tornou o maior personagem do Antigo Testamento.

Na vida cristã, para superarmos os obstáculos, diante de tantos desafios, momentos de aflições, temos que sair de nossa área de conforto, sair de nosso mundinho acomodado, sair para além do deserto, a exemplo de Moisés que teve a coragem de subir a montanha e fazer uma extraordinária experiência com Deus. Isto significa mudar de vida, mudar o caminho, tomar nova direção.

Sempre deixamo-nos levar pelo pessimismo e desesperançosos nos momentos de aflição. Só Deus pode nos dar esperança.
"Você olha para o deserto  e não vê nenhuma perspectiva de saída. O reflexo do sol na areia parece um lago imenso, as pessoas vão atrás desse Oasis e morrem... É preciso ir além do deserto. Hoje você é chamado a começar esse caminho novo. Moisés saiu do deserto, foi para além do deserto e chegou à montanha de Deus. 
O único jeito de você vencer um problema é ultrapassando-o em Deus..."

Com sabedoria padre Léo nos conta essa “historinha”para nos dizer, que por nada, queremos sair do nosso comodismo, da nossa zona de conforto.
"O pai que morreu e todos choravam, e pediam ao padre para fazer uma oração para trazer o pai de volta. O padre rezou, rezou e concluiu que o senhor disse para ele em oração, para ele voltar, alguém tem que morrer no lugar dele.
A filha mais velha disse, há eu sou noiva e tenho que cuidar da minha mãe, a mãe disse também, há os filhos sentem mais a falta da mãe que a do pai..., após pensarem muito, chegaram a conclusão: Padre nós chegamos a conclusão que tem que ser feito a vontade de Deus e não a nossa! É assim na hora todos tiram o corpo fora... Quem é capaz de morrer em seu lugar? Só Jesus!"

Continuando a reflexão (v.5).
"Deus disse para Moisés: ‘ Tira as sandálias dos teus pés...’ que sandálias são essas? A minha mentira, minha prepotência, o pacotinho de maconha, o cigarro, etc.. eu vou tirar as sandálias. Deus não vem tirar as suas sandálias, não adianta pedir para ele, é você que tem que arranca-las, PHN, por hoje não vou mais pecar, não vou fumar, não vou mais prostituir"...

Peçamos essa graça ao Senhor! Tirar tudo o que não presta de nossa vida e ficar só com o que é bom.



domingo, 19 de fevereiro de 2017

Não perca a paz!

Que é preciso semear. Que eu colho aquilo que planto. Que não existe destino. Que a vontade de Deus é que na minha vida tudo vá bem. 



"Ah! Mas a vontade de Deus... E quando a vontade de Deus é uma coisa ruim?"

Nunca a vontade de Deus será uma coisa ruim. E isso é uma coisa errada que nos ensinaram. Nunca! 

"Mas a doença? A doença não é da vontade de Deus?"

Não. Porque se a doença for da vontade de Deus, o maior pecador que já esteve nessa Terra foi Jesus Cristo! Porque a Bíblia diz com todas as letras que Ele curava todos os doentes. Uai, se Ele cura doença, por quê? 

"Se a doença é vontade de Deus, você tem que aceitar a doença..."

Mas é muito mais fácil eu colocar a culpa no outro! E o encardido faz isso com a gente... Eu faço o mal, eu gasto o meu melhor com o pecado, as consequências virão mais dia ou menos dia... Virão! 

Não precisa você se preocupar se uma pessoa está indo no caminho errado... Se ela não quer mudar de vida. Você já rezou com ela? Já falou com ela? Ela não quer mudar de vida? Não se preocupe: fruta podre cai sozinha do pé. E se esborracha no chão! Cai! Quantas já cairam! Não perca a paz! 

Padre Léo 

Trecho da pregação "Procurai a paz". 

Para adquirir essa e outras pregacões, livros e homilias de padre Léo, além de produtos da Comunidade Bethânia, clique aqui. 

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Pregação: Nem tudo me convém

"Tudo me é permitido, mas nem tudo convém. Tudo me é permitido, mas eu não me deixarei dominar por coisa alguma." 
Este versículo, que se encontra em ICor 6,12, serviu de base para a pregação do padre Léo em 09/02/2002, Acampamento de Carnaval, sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista.

Com o Carnaval chega o tempo de festa e de alegria. A alegria das drogas, da bagunça, do sexo desenfreado... e que podem trazer consequências trágicas.
A citação de Paulo é um recado aos seus inimigos que tinham um falso conceito de liberdade, pensavam que tinham o direito de fazer tudo quanto queriam. Padre Léo vem dar esse recado, vem alertar, principalmente a juventude sobre o perigo do mal uso da liberdade. Toma-se decisões erradas e paga-se um preço muito alto.

Liberdade e Libertinagem.
"Libertinagem é eu faço o que quero, quando quero, na hora que quero, liberdade é o contrário de libertinagem, a falsa liberdade diz, eu faço o que quero do meu corpo... O ser humano se embeleza para chamar a atenção para si próprio, antes de Jesus Cristo, a ideia de liberdade era contrária de prisão, escravidão, você não é livre, é escravo, está preso, o ser humano foi criado para ser Livre, Jesus elevou essa condição de liberdade na obediência, a obediência sem liberdade, vira escravidão... 
Obedecer Jesus é tomar posse da liberdade, não podemos usar erradamente a liberdade, senão vira libertinagem, pois tudo me é permitido, mas nem tudo me convém, a consciência humana é um sacrário vivo". 

Imagem real do que ocorre nos dias de folia.
"Deus não manda ninguém para o inferno, mas a sua liberdade o leva para o inferno, o mundo não nos ensina que o uso errado da nossa liberdade nos leva para o inferno, até os anjos que usaram mal a sua liberdade, foram precipitados no inferno, por acaso você é melhor que os anjos? A sexualidade quando usada na libertinagem ela deixa uma marca pior que a da AIDS, o uso errado da liberdade, leva o ser humano a morte, será que você achou pouco o que Cristo fez na cruz nu por você?"

Jovem, viva uma vida cristã, neste carnaval, porque nem tudo te convém. Padre Léo nos fala sobre as consequências desastrosas da libertinagem sexual vivida desenfreadamente no carnaval. E outros males como excesso de bebida, droga, briga...
Essa pregação é um contínuo convite ao jovem a viver este carnaval na alegria do Senhor.
“Alegrai-vos sempre no Senhor!”

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto: