Padre Zezinho - Amor Que Cobra Pedágio

Eu adoro o Padre Zezinho. Fico  feliz ainda mais em saber que o Padre Léo também amava o Padre Zezinho e suas músicas, tanto que muita gente pensa que a música Alô Meu Deus é do Padre Léo, quando na verdade é composição do Padre Zezinho. A pedidos de uma das tantas pessoas que comentam aqui no blog, vai este primeiro de muitos poemas do Padre Zezinho que disponibilizaremos aqui. Quem indicou os poemas do Padre Zezinho foi Pedro Brusco. Pedro, estou na busca dos poemas que você falou. Quando os encontrar publicarei aqui.





Amor que cobra pedágio

Rosela, que é um desses anjos de carne e osso que Deus fez e não repetiu a fórmula,
casada com Mariano, outro sujeito bom até a medula dos ossos,
chorava triste a morte do seu cachorro, quando resolvi lhe dizer alguma coisa.


Já pensou se não existisse gente como você que chora quando sua orquídea murcha?
Seu cachorro morre e seu gatinho quebra uma pata?

O amor cobra pedágio, Rosela!

Toda pessoa sensível vive as oito bem-aventuranças.
Ela é pura de coração, é pacífica, é perdoadora, quer justiça, sente a dor dos outros.
Nem que este outro seja apenas um cachorro.
Em compensação, porque faz tantos amigos e dá tanta importância às outras vidas
cada vez que acontece uma perda ela sente que também perdeu.
Porque ama mais e faz mais amigos, ela perde mais do que os outros.
Amar intensamente gera dores maiores do que as dores comuns.
Em compensação ninguém é mais feliz do que a pessoa que chora pelos outros.
Um dia ela aprende a chorar menos mas não a amar menos.

Ela riu e disse:
"Dói muito amar muito, mas eu não quero ser diferente.
O Mariano diz que casou comigo porque eu choro bonito e pelo que vale a pena".

O amor cobra pedágio.
Leva mais longe, mas de vez em quando ele cobra alguma dor.
Quem ama entende isso.
O amor não traz apenas o riso.
Não existe amor sem dor, mas é uma dor que gera mais amor.

Se você tem uma filha amorosa em sua casa, já sabe do que estou falando.
Tudo mexe com ela, mas ela também mexe com tudo.
Ter um coração bonito em casa faz uma enorme diferença.
Casar com uma mulher dessas é um paraíso; perguntem ao Mariano.
O que fazer se ele adora uma manteiga derretida?

Pe. Zezinho, scj
Do livro: Orar e pensar como família - Paulinas
Compartilhe:

7 comentários:

  1. Francisco, obrigado por ter publicado este poema de padre zezinho... Fico grato,mas gostaria que você, me compreendese, que minha inteçâo era que publicase aquela oraçôa falada com a propria voz do padre zezinho.Como se fosse uma palestra, como tantas que você editou do padre Léo. essas que eu te falo foi uma das primeiras que ele publicou: Meu cristo jovem,é linda essa oraçôa. Meu cristo incostante nem se fala entâo.E tantas outras. Eu tenho certeza que foram essas oraçôes, do padre Zezinho, que empulsionaram o Santo padre Léo, a ter essa coragem de anunciar o Evangeho de jesus cristo, o qual fazia com tanta alegria e dispasiÇâo, como vocês mesmo podem testemunhar e falar.Vou ficar esperando, pois tenho a certeza que foi dai que padre léo se inspirou para suas pregações, talves ele proprio gostaria que fosse publicada.

    grato,Pedro brusco.

    ResponderExcluir
  2. Francisco, relendo o poema que você reescreveu, do padre zezinho,o amor que cobra pedágio, veio uma inspiração, que gostaria de falar pra vocês que escutam as palavras do padre léo. não sei se é correto ou faz sentido, mas vou escrever: O amor apaga o mal,mas está sempre atrasado.Porque depende de mim e de você. o que você acha disso? eu me senti um pouco adiantado, quando escrevi o pensamento.Porque você dedicou esse poema, do padre zezinho, o amor cobra pedágio, pra mim.Eu me senti valorizado, nesce momento. E veio a inspiração do pensamento.Que o amor só apaga o mal quando estamos juntos.E eu me senti junto contigo, por isso estive na frente.quer dizer me senti na frente comtigo. Para apagar o mal é só com o amor junto.Pois Jesus mesmo disse, atraves de Mateus, que onde dois ou mais estirem juntos, ele estara no meio de nós. e onde ele está não tem o mal,pois ele se apaga quando o amor está com a gente.
    Obrigado meu camarada pelo poema, nem que você queira cobrar o pedágio de lembrar de mim.Pois me senti valorizado como o santo Padre Léo.

    Pedro brusco, 28-04-2009

    ResponderExcluir
  3. adorava encontrar o poema meu cristo jovem que ouvi quando tinha 19 anos,tenho 52.moro em portugal.

    ResponderExcluir
  4. adorava tornar a ouvir meu cristo jovem que não ouço desde os meus 18 anos,tenho 52 não sei onde procurar Ana casimiro portugal

    ResponderExcluir
  5. Ana Casimiro e Pedro brusco :

    Segue o link para a postagem em que disponibilizamos para download o Meu Cristo Jovem:

    Clique aqui - Meu Cristo Jovem

    ResponderExcluir
  6. agradeço o poema meu cristo jovem, pelos downloads feitos não era só eu que o procurava,agora mesmo quem não conheçe o pode ouvir e olhem que vale bem a pena.obrigado Ana Casimiro Portugal

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...