quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Aprendendo a olhar

Aprendendo a olhar

"Uma das maiores causas - se não a maior - de nosso sofrimento é a maneira como enxergamos a vida e tudo aquilo que nos acontece. Na verdade, não são os acontecimentos que nos fazem sofrer. Sofremos pela maneira como olhamos para os acontecimentos. Todo ponto de vista é a vista a partir de um ponto. Quando privilegiamos um ponto negativo, passamos a enxergar tudo com as lentes da negatividade. O pior não está nem tanto no olhar negativo, mas na concentração estragada, encardida, do olhar.

Precisamos aprender a olhar a vida pela ótica de Deus. Para isso, necessitamos de alguns exercícios contínuos de aprendizado do olhar:

* Olhar a vida como dom e presente a ser cultivado; como graça que precisa ser acolhida com responsabilidade e gratidão.

* Olhar a morte com a serenidade de quem sabe por que vive. Aliás, só tem dificuldade de olhar a morte quem não aprendeu a saborear a vida. Jesus ensinou, em Bethânia: "Se creres, verás a glória de Deus" (Jo 11,40).

* Olhar os sofrimentos como fatos inevitáveis, que agora precisam se transformar em mestres que nos ensinem a ser melhores.

* Olhar as vitórias como momento privilegiado de conquista, tão passageiro como as derrotas, que podem nos fazer melhores ou piores, desafiadores ou acomodados.

* Olhar para si mesmo com paciência e generosidade. Às vezes é mais fácil ser generoso com os outros do que com a gente mesmo. Tem muita coisa que gostaríamos de mudar em nós que só depende de nós, mas que ainda não conseguimos. Paciência e perseverança.

* Olhar para os outros sem as armas que costumamos trazer escondidas no coração, pelo preconceito, pela inveja, pelo medo, pelo ciúme. Olhar para os outros como convite a nossa própria melhora.

* Olhar para Deus como amor que é. Deus é Pai, que ama com amor infinito e incondicional. Precisamos treinar imaginar Deus sorrindo. A Bíblia não tem medo de afirmar que Deus gosta de rir e de sorrir.

* Olhar o mundo como nosso grande jardim; como um lugar onde podemos nos desenvolver, como um projeto a ser melhorado. Deus não criou o mundo pronto.

* Olhar o passado como um mestre que ensina, assimilando o que foi positivo, corrigindo o que foi negativo, mas nunca se fixando nele. O passado, bonito ou feio, não volta.

* Olhar os defeitos, pessoais e dos outros, como limitações de um ser humano que está sempre em busca do seu melhor. Ninguém erra por gosto. Os defeitos podem ser o princípio de um tempo novo, de uma história nova.

* Olhar os pecados com clemência e misericórdia. Jesus nunca apontou o pecado de uma pessoa. Ninguém condena mais do que a própria consciência. O pecado não tem a palavra final. "Onde abundou o pecado, superabundou a graça" (Rm 5, 20b).

* Olhar os projetos como um desafio que nos convida a melhorar sempre mais.

* Olhar para as coisas dando-lhes o devido lugar. Nada nem ninguém que esteja fora do coração humano é capaz de preenchê-lo. As coisas são instrumentais que nos ajudam, mas não podem ser absolutizadas.

* Olhar com caridade para aqueles que nos machucam - caridade suficiente para compreendermos que, como nós, são pessoas limitadas, fracas, falhas, sujeitas aos dissabores da vida.

* Olhar com gratidão para as pessoas que nos amam, procurando corresponder a elas. Saber-se amado é gota fundamental de cura, em qualquer tempo, para qualquer idade.

* Olhar para a natureza como a extensão do jardim de Deus. Por onde passa, Deus deixa sementes de Céu. Cada flor, cada animal, um rio cristalino, o vento, a chuva, o sol, a lua e as estrelas. Tudo é criação de Deus para nossa alegria e felicidade.

* Olhar para o Alto, pois aí encontra-se nossa grande meta (Cl 3,1). O ser humano foi criado para coisas grandes, imensas, infinitas. Quem não tem sua meta no Alto acaba se decepcionando e desanimando da vida.

* Olhar com fé, que é o fundamento da esperança e a certeza a respeito daquilo que não se vê (Hb 11,1ss).

* Olhar com coragem, força que vem do coração e que nos impulsiona nos momentos difíceis e inseguros. Pela coragem temos força para mudar o que precisa ser transformado em nossa vida.

* Olhar com serenidade, principalmente diante das situações que não podem ser mudadas. Muitas coisas fogem do nosso controle. O desespero é um inimigo terrível. A serenidade nos equilibra e reanima.

* Olhar com perseverança. O mundo moderno é especialista em desistência. Estamos nos educando para a derrota quando abrimos ao coração a possibilidade da desistência. A vida não perdoa os fracos (Hb 10, 19-25).

* Olhar com caridade. Esse é o mais fundamental de todos os segredos. Quando faltar tudo, ainda sobrará espaço para a caridade, que é o vínculo da perfeição (Mc 4, 21-25).

* Olhar com humor: o humor é fundamental para o equilíbrio humano. Ele nos dá a graça de tomarmos distância de nós mesmos e dos acontecimentos. Ele nos permite colocar todas as coisas em perspectiva e tirar o tom dramático dos acontecimentos. O humor ajuda a ver a vida com olhos novos, com novos pontos de vista. O humor realça as incertezas de nossa vida, mostrando-nos que ela não é previsível. Viver é acolher cada dia, como novo - completa e absolutamente novo. O humor nos ajuda a perceber que as coisas são relativas. Quem é muito sério acaba se achando muito importante e por isso não gosta do humor, que põe em risco a máscara, a couraça, a carcaça, a casca que reveste o balão do orgulho prepotente. O humor ajuda a desinchar o balão, pois quebra a casca."

Padre Léo, SCJ (texto extraído do livro Gotas de Cura Interior, páginas 102 a 106, Editora Canção Nova, 2006).

6 comentários:

  1. Pe Léo, com sua sabedoria infinita. É impressionante como ele tinha uma liguagem tão simples, mas tão profunda... ETERNO EVANGELIZADOR!!! Obrigado Pai amado pelo Sim do Léo...

    ResponderExcluir
  2. http://padreleoeterno.ning.com/profile/MarciadeAraujoBezerraquinta-feira, 31 de dezembro de 2009 12:04:00 BRT

    Padre Léo Tarcísio aprendeu a olhar tudo o que lhe acontecera, com os olhos de Deus.
    Olhos fixos no Senhor, em oração , com confiança e esperança.
    Olhos fixos no Senhor, mesmo turvo, cheio de lágrimas.
    Mesmo na dor, não tirou os olhos de sua meta: o céu. Olhos voltados para Deus, contemplou-o e se deixou contemplar.
    Vai em direção ao céu, com ''lágrimas fecundando o seu caminho''.
    E hoje, olha a face do Senhor, sorrindo!

    ResponderExcluir
  3. A PAZ DE JESUS E O AMOR DE MARIA!

    Com olhar de pai. Nos ensinou e continua ensinando a seguir o caminho do bem.

    ResponderExcluir
  4. Olhemos como o saudoso Padre Léo olhava e tudo será diferente.

    ResponderExcluir
  5. eu e meu esposo,nos apaixonamos pelo padre Léo e agradeço a Deus por ter colocado ele em nossa vida PADRE LÉO EU TE AMO

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!