domingo, 28 de fevereiro de 2010

Orando e aprofundando a cura interior


9ª Semana

Dt 1, 31: “No deserto, tu mesmo o viste como o Senhor, teu Deus, te levou por todo o caminho por onde andaste como um homem costuma levar seu filho, até que chegásseis a este lugar”.

Deus é um Pai amoroso que nos conduz (cf. Os 11). Cada dia me convenço mais e mais desta grande verdade. Sem uma profunda experiência do amor paterno de Deus por nós, jamais teremos o coração curado. Quando nos aprofundamos no infinito amor de Deus, vamos percebendo sua presença em nossa vida. Ter o coração curado é viver na presença de Deus. No ministério de Cura Interior é muito importante levar a pessoa a fazer uma releitura de sua vida, procurando perceber a ternura e o carinho de Deus em todos os momentos e em todas as situações. É nesse sentido também que podemos compreender a oração das etapas cronológicas. Do contrário, seria uma terapia barata ou até mesmo um infrutífero rememorar do passado. Nosso Deus nos pega no colo. Ele cuida de nós.

Jonathan Melo 28.02.2010

2 comentários:

  1. O lugar que Padre Léo chegou, não foi sozinho, foi guiado por mãos que acreditaram nele. Viram nele uma pessoa especial, que valia apena investir para o bem! Porque na sua veia corria o bem e o mal. Ele mesmo revela isso nas suas pregacões... Têm ai umas palavras que o inspiraram para o bem, são palavras do Padre Zezinho que o impulsionaram para as coisas do alto. O Cristo inconstante!
    Para os que um dia experimentaram a realidade do Cristo e oprimidos por circuntancias que só Deus pode avaliar, sentiram depois o peso das suas indagações e procurar tirar deles o primeiro entusiasmo e o primeiro impulso.
    Para os que, não obstante sua pequenez humana, ainda se lembram que um dia puderam sonhar, aqueles sonhos de reconstrução e emprestaram ao Cristo suas vidas, seus anseios, suas horas e tudo que tinham de mais preciso para consolidar, o reino de Deus na terra.
    Para os que nunca deixaram de amar a vida e o único amor que subsiste, embora tenham sentido que não era possível trilhar o caminho como haviam encetado, buscar a verdade como haviam buscado e viver a vida como haviam vivido.
    Para os irmãos na fé que, de qualquer forma buscaram e encontraram o amor e hoje se perguntam, até mesmo na indiferença se valeria a pena recomeçar.
    Para os jovens que Ele tanto ama e amadureçe
    Para os adultos que ele tanto renova e consolida,
    Para os jovens, homens e mulheres cristãos do meu país, que precisam tanto da certeza de que amam e são amados, mas que sofrem tanto o peso de sua inconstância...
    Para que possam caminhar sempre no amor que nos une e, se preciso, voltar para um amor que na realidade nunca deixaram.

    ResponderExcluir
  2. Seguindo as instruções do pe.Léo nessa reflexão precisamos fazer uma reeleitura de nossa vida e perceber o quanto Deus cuida de nós.
    Deus, em cada época e em cada situação de nossa vida, revela-se de um jeito diferente, um jeito novo. Deus nunca nos abandona: nos dá o seu ombro, quando estamos casados, alivia o fardo de nossas costas, vai em busca da ovelha que se perdeu e quando a encontra, a coloca no colo, porque está ferida e machucada.
    Esse texto vem nos lembrar das maravilhas que Deus fez, faz e fará em nossas vidas.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!