quinta-feira, 1 de julho de 2010

Por que Deus não nos cura?


A paz meus queridos irmãos!

Essa pergunta surgiu de algumas reflexões que andei fazendo essa semana. Porque será que Deus não nos cura? Deus sabe tudo sobre nós, sabe muitas vezes da sinceridade de nosso coração e porque mesmo assim Ele não nos dá a sua cura?

Deus é de uma sabedoria infinita, como diz a Bíblia que até a loucura dele é mais sabia que nossa inteligência. Poderemos desenvolver isso, então vamos lá.

Eu vou ser ousado e afirmar que a cura não acontece não é porque Deus não quer nos curar, mas porque a cura não depende só de Deus. Ele só é responsável por 50% da cura, a outra metade é nossa. Então agora fica muito mais fácil de compreender porque a cura não acontece não é?

Muitas vezes somos reféns de nossos medos, inseguranças, fragilidades, e como se isso não fosse bastante, nós ainda damos combustível para tudo isso aumentar. Nossa mente muitas vezes perde para os piores temporais, são tempestades e mais tempestades de pessimismo, de inferiorização, de mágoas cada dia mais vivas, ressentimentos...

Quando estamos angustiados, depressivos, estressados, nossa mente fica assim. Aí nos prostramos diante de Deus, e até somos sinceros com Ele, abrindo todo nosso coração, e muitas vezes chegamos a pensar que era para Deus vir e limpar tudo num passe de mágica. Mas se Ele fizesse isso ele estaria infringindo algo que Ele nos deu e jamais infringirá: A nossa liberdade!

Ele nos fez seres perfeitos, mesmo que alguns de nós tenham deficiência física, e até algumas lesões cerebrais, mas todos nós conhecemos casos de pessoas com algum tipo de limitação que por vezes desenvolvem um dom maravilhoso e que nós que não temos não conseguimos nem nos aproximar.

Mas cada detalhe do nosso corpo, mente, coração, foi feito com muita precisão, “Deus nos teceu no seio de nossas mães”, tudo o que nós precisamos está dentro de nós. E a cura começa em nós. Começa numa oração sincera, numa abertura verdadeira de nosso coração.


Muitas vezes no Evangelho vemos Jesus perguntar o que as pessoas precisavam. Se Ele sabia, porque ainda perguntava? Por que nós precisamos pedir a cura, precisamos ter participação, e muitas vezes não dizemos o que queremos e precisar curar, perdemos tempo lamuriando, reclamando, fofocando, como muitas vezes quando vamos nos confessar, ao invés de aproveitarmos a graça da confissão, perdemos tempo falando dos outros Quando de fato deveríamos abrir o nosso coração em busca do perdão de Deus através da confissão.

Precisamos com urgência abrir o nosso coração e buscar a nossa cura em Cristo Jesus, mas tão importante quanto isso, é de fato fazer essa cura acontecer, Deus não fará sozinho, Ele sempre faz conosco, toda ação de Deus sempre acontece de forma humana, pelas pessoas, Deus sempre nos usa, para isso precisamos começar uma limpeza, uma faxina em nosso coração e em nossa mente.

Muitas vezes não conseguimos entender a vontade de Deus, porque nossa mente está entupida de preocupações, de angústias, é como o céu, se ele está cheio de nuvens carregadas, não conseguimos ver o sol, para isso é preciso retirar as nuvens para que o sol ilumine.

Muitas vezes não conseguimos entender a vontade de Deus, porque nossos ouvidos e nossa visão está cheia do que ouvimos e vemos na televisão, novelas, programas de auditórios que só expõem os corpos das mulheres, é no Big Brother que nada nos acrescenta, cada vez mais a televisão nos enche com coisas que não valem a pena, quebram os nosso valores morais, mesmo que alguns ainda digam que assistem com espírito crítico.

O nosso cérebro é muito inteligente e burro ao mesmo tempo. Inteligente porque capta informações que nós não percebemos, é uma máquina impressionante, mas ao mesmo tempo burro, pois não sabe filtrar essas informações, arquiva tudo, e também não sabe diferenciar se o que estamos pensando aconteceu há cem anos atrás ou se está acontecendo agora, para ele é tudo no agora, hoje, nesse exato momento.

E muita coisa de ruim que assimilamos vem através de mensagens subliminares e não percebemos, então aquilo que aparentemente não faz mal, está fazendo um estrago muito grande em seu inconsciente, que irá influenciar seu consciente.

Precisamos fazer uma limpeza, reciclar esse lixo emocional que tem entrado pelos nossos ouvidos e pela nossa visão. Precisarmos abrir o nosso coração e deixar Deus ser esse sol a iluminar todo o nosso ser. Precisamos buscar nos deixar “nascer novamente da água e do Espírito”, e “nascer do coração rasgado de Jesus na cruz”. Precisamos buscar essa intimidade com Deus, a tal ponto de “sentir as batidas do coração dele”.

Meus irmãos que hoje nós possamos ter essa coragem de ir ao encontro de Deus, que possamos tomar posse de nossa missão na parte da cura, com urgência. Fica aqui mais essa partilha. Que estejamos empenhados em nossa cura interior, mas também em sermos canais de cura interior para o nosso irmão que está ao nosso lado. Por isso é preciso estarmos limpos, vazios, para que Deus possa colocar sua vontade em nós para sermos canais de seu amor, de sua salvação.

Abraço fraterno!

Jonathan Melo 01.07.2010

2 comentários:

  1. Jonathan, é certo quando nos diz que Deus respeita nossa ''liberdade''.
    Muitas vezes não somos curados porque nos fechamos à graça de Deus: colocamos uma barreira em nossa frente e como Deus não nos violenta Ele não pode ultrapassá-la e fazer a obra. Não pode operar em nossas vidas. Não pode nos curar. Que pena, deixamos passar a benção do Senhor!
    Ser curado é experimentar o amor de Deus em nós. Na certeza de que somos amados, podemos enfrentar qualquer sofrimento, qualquer provação em nossas vidas. A verdadeira cura é aceitar o plano de Deus.
    Pedimos tanto a cura do nosso saudoso padre Léo,e no final tivemos que render à vontade de Deus. Ele recebeu algo muito maior que o nosso entendimento: a Cura Definitiva.

    ResponderExcluir
  2. Jonathan parabens pelo topo que criatividade! O marcante olhar do padre Leo é inesquecivel!
    Abraçãoo

    'Padre Léo espere por nós no ceu!'

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!