sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Caminhar serenamente...!

‘’Senhor, meu coração não se enche de orgulho.
Meu olhar não se levanta arrogante.
Não procuro grandezas, nem coisas superiores a mim.
Ao contrário, mantenho em calma e sossego a minha alma. Tal como uma criança, no seio materno, assim está a minha alma em mim mesmo’’ (salmo 130/131).

Jesus sofreu e morreu para que tivéssemos vida. Padre Léo Tarcísio foi convidado a seguir os passos de Jesus, a viver sua vida, na vida de Nosso Senhor. E serenamente ele caminha... Sim, a sua alma está calma, serena, assim como a criança desmamada no colo da mãe. Faz calar e repousar os seus desejos, os seus sonhos, os seus projetos e vive os de Deus. Sua mente está tranquila, sua vontade acalmada. Tranquila está a sua liberdade.
Sereno está o seu coração. Espera em Deus. Põe sua esperança em Deus. Abandona-se em Deus.

Diante de sua austera provação experimentou muitas emoções: ansiedades, incertezas, medos, solidão, vergonha, humilhação, passou por situações constrangedoras. Mas mesmo nos momentos de dor e desespero nunca murmurou contra Deus. Ele sabia que o Senhor o olhava com compaixão, sentia o seu toque amoroso, sobretudo nas horas de muita dor. Jesus estava presente, quando envolvido pela graça divina, ficava na poltrona de seu quarto, alheio às coisas desse mundo. Ali Jesus o fortalecia com seu amor, o consolava na sua dor. Nesse momento o padre falava com Deus.
Aquele que sofre, que colhe os frutos amargos, agora passa a semear com zelo as coisas do alto, passa a enxergar somente as coisas essenciais, acolhe somente as coisas do céu. Acolhe e guarda em seu coração tudo o que o Senhor tem para ensiná-lo. Vive um momento de espera. É uma espera na certeza da presença de Deus em sua vida.

‘’Serenidade é graça de não perder a paz, mesmo quando a agitação parece ser a única saída. Serenidade é a capacidade de se manter na mansidão, na tranquilidade, na paz de espírito, especialmente nos momentos mais difíceis. Serenidade é aprender a se comportar sem se contaminar pelo espírito de derrota''. ( do livro: ‘’Saborear a vida’’)

Sim, a sua alma justa sofre em silêncio e caminha serenamente, entregando a Deus o seu melhor, como uma oferenda agradável.

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!