domingo, 19 de setembro de 2010

Orando e aprofundando a cura interior


37ª Semana

Mt 11, 25-30: Jesus faz uma grande oração de louvor ao Pai, bendizendo-o porque Ele revela seu amor aos pequeninos. Depois, Jesus se dirige a cada um de nós com um grande convite. Se queremos mesmo conhecer o Pai não temos outro caminho:

"Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo" (dificuldades, problemas, sofrimento, angústia, medo, insegurança, drogas, alcoolismo, mágoas e ressentimentos...), "e eu vos aliviarei". Mas este alívio que o Senhor nos dá não é algo mágico.

É dinâmico e progressivo. A cura interior é sempre fruto do seguimento a Jesus: "Tomai sobre vós o meu jugo e recebei a minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração". Como consequência desse seguimento e da adesão de nossa vida a mão em nosso coração (mansidão).

A cura interior é fruto dessa obediência: "E acharei repouso para as vossas almas. Porque meu jugo é suave e meu peso é leve".


Um comentário:

  1. Recordo aqui parte do diálogo entre Jesus e Leão (jovem Léo). Está no livro ''Rastros de Deus'',no cap. ''Contato Imediato'', quando o padre Léo nos relata o seu encontro pessoal com Jesus. É maravilhoso!
    E Jesus lhe diz:''...Venha até mim, você está cansado e oprimido, vou aliviá-lo. Saboreie as minhas verdades e aprenderá a humildade e mansidão. Venha a mim, você está cansado e oprimido e encontrará repouso, porque meu jugo é leve e meu fardo é suave. Venha a mim e você encontrará a paz''.
    Anos depois o padre encontrou a verdadeira paz para a sua alma. O fardo se tornou leve e suave.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!