Padre Léo, nossa eterna gratidão!

Comemorando os 15 anos da Comunidade Bethânia (Associação Educacional e Assistencial Bethânia), fundada em 14 de Março de 1995, vamos dar um mergulho no passado. Fazer memória é trazer o melhor para os dias de hoje, valorizar o trabalho realizado e dar passos firmes em direção ao futuro.
Por iniciativa do vereador Antônio Bueno, que propõe à Câmara Municipal de Curitiba, o projeto de Lei, em 2l/06/2001, onde o padre Léo é indicado a receber o título de Cidadão Curitibano.

''Lei n. 10305 de 13 de Novembro de 2001
Súmula:
“Concede o TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO DE CURITIBA AO PADRE LÉO TARCÍSIO GONÇALVES PEREIRA’’
A Câmara Municipal de Curitiba, capital do Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal sanciono a seguinte Lei:
Art. 1: É concedido o Título

de Cidadão Honorário de Curitiba ao Padre Léo Tarcísio Gonçalves Pereira.
Art. 2: Esta Lei entra em vigor na data da publicação em 13 de Novembro de 2001- Cássio Taniguchi- Prefeito Municipal''.

A publicação:
“Os jovens da Comunidade Bethânia a partir de hoje têm um motivo muito forte e compensador para continuar na luta contra a dependência, por se tornarem reconhecidamente cidadãos de Curitiba”. A afirmação é do padre Léo Tarcísio Gonçalves Pereira, ao receber, ontem, em sessão solene na Câmara Municipal, o título de Cidadão Honorário de Curitiba. Para o padre Léo, a honraria representa o reconhecimento da recuperação e formação de todos que fizeram e fazem parte da comunidade. Segundo ele, o diploma, além dos jovens, pertence aos padres do Sagrado Coração de Jesus. “Sem eles este trabalho não teria começado e não representaria hoje o futuro de garotos e garotas problemáticos e em situação de risco”, finaliza.

Destaco aqui a humildade do nosso saudoso Padre Léo, quando no seu discurso atribuiu o mérito dessa honraria aos jovens da comunidade, aos padres do Sagrado Coração de Jesus e aos co-fundadores e colaboradores dessa obra.
Para nós foi o reconhecimento de uma vida doada, exemplo de um amor devotado, um amor que o levou a gastar-se até o fim, para que muitos jovens fossem sarados, jovens de mente curada.

“Com nossa vida terrena estamos semeando o que iremos colher na vida eterna. Nossas obras nos seguirão’’. (Cura dos Traumas da morte)
Sim, o padre levou consigo as suas obras, pois sua missão continua na eternidade (cfe. Ap 14,13).

Toda a sua luta em favor do irmão não foi em vão. Sabemos que hoje ele repousa nos braços do seu supremo amor: JESUS CRISTO.
“A pessoa que vive o bem sabe que o colherá’’.
Compartilhe:

Um comentário:

  1. Márcia Bezerra, você demonstra conhecer tão bem a biografia do Padre Léo e escreve textos tão belos sobre ele, que considero que se um dia alguém for escrever um livro com a biografia do Padre Léo a pessoa mais indicada seria você.

    Elena

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...