A viagem para os braços do Pai!

"O Senhor o encontrou numa terra árida, num deserto solitário...Cercou-o, cuidou dele...Como a águia que cuida de seu ninho, ele o tomou, estendendo suas asas e o carregou..."(Deut 32,10-12).
Quando Jesus vem ao encontro de seu escolhido, é Ele quem toma conta de tudo. Ele vem para dirigir nossa vida, para acabar de vez com o sofrimento e nos dar vida abundante.
Assim quando já estava pronto, tirou as sandálias dos pés, suas vestes lavadas e alvejadas no sangue do cordeiro pode ouvir a voz do Senhor: "venha participar da minha alegria".

Segundo São João (14,1-3) Jesus foi preparar um lugar para nós. Portanto, para os que crêem a recompensa é o repouso eterno no céu. Entrar nesse repouso final significa o rompimento de todo o sofrimento aqui na terra. "Felizes os mortos que doravante morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, descansem dos seus trabalhos, pois suas obras os seguem" (Ap 14,13).
Imaginemos a chegada do nosso saudoso padre Léo, quando chegou lá no lindo santuário, deparando-se com o próprio Deus, face a face. "Essa vida perfeita com a Santíssima Trindade, essa comunhão de vida e de amor com ela, com a Virgem Maria, os anjos e todos os bem aventurados é denominada: o Céu" (CIC 1024). Agora ele vive o Céu, que é "o fim último e a realização das aspirações mais profunda do homem, o estado de felicidade suprema e definitiva" (CIC 1024).

A Salvação chegou! A misericórdia de Deus chegou! É eterna.
A Luz de Cristo o auxiliou na jornada! Não podemos imaginar, o quanto é maravilhoso, poder estar sob a plenitude da Luz do Pai.
Não temos a capacidade de imaginar esse estado de felicidade, não cabe em nossas mentes. Mas temos a certeza de quando chegar a hora, o imperfeito se tornará perfeito e aí teremos uma completa compreensão desse mistério. Assim como diz São Paulo: "nem o olho viu, nem o ouvido ouviu, nem jamais passou pelo pensamento do homem, o que Deus preparou para aqueles que o amam" (ICor 2,9).
É muito difícil descrever essa passagem para a vida eterna, que todos vamos passar. Só sabemos que o padre hoje experimenta a vida nova, a perfeita felicidade no céu, porque começou vivê-lo aqui. "O céu existe na terra, aqui começa o eterno..."(Rastros de Deus).
Aqui, fazemos a nossa história, e no final, abrem-se as portas, para a viagem, que nos levará aos braços do Pai, ao paraíso sem fim: a Jerusalém Celeste.
Compartilhe:

Um comentário:

  1. Texto ousado, eu amei... as vezes vejo muita gente ainda querendo prender o Pe Léo entre nós, e dessa forma infringimos a ressurreição e o próprio sacrifício de Cristo. Precisamos crer que o Pe Léo hoje vive o céu, vive a plenitude, senão não teremos aprendido nada com ele... O céu é nossa meta, mas precisamos nos perguntar se estamos fazendo com que esse céu aconteça em nossas vidas, e se também estamos deixando rastros do céu...

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...