quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Viver Jesus no dia a dia: eis o grande desafio!


A esperança de um mundo melhor volta ao nosso coração, quando ouvimos um testemunho de fé de um homem, cuja vida sempre foi dedicada a Deus e ao bem do próximo.

Nos toca muito o testemunho sincero do padre Léo na pregação: “Fortalecidos pelo Senhor” de 12/06/2005, e nos faz pensar que o Senhor operava em sua vida, de maneira pessoal e concreta. É obra de Deus, por vezes penosa, mas vivida na fé, num crescimento espiritual constante.

"Não é difícil eu me enxergar como Jesus, enxergar Jesus em mim, por exemplo, nos retiros de Bethânia, quando atendo as confissões, a pessoa chorando com a lista de pecados, deita-se no meu colo, lhe dou um abraço e um beijo, e quando digo: ‘Eu te absolvo de teus pecados, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo’. Ali eu me vejo Jesus, direitinho.
Eu me vejo como Jesus, celebrando a Eucaristia, na hora em que tomo a hóstia consagrada: ‘Tomai e comei, isto é o meu corpo...” Ali eu me vejo Jesus em mim".

Não nascemos santos, mas somos destinados a sermos santos diante de Deus.
"Mas como ver Jesus em mim, na hora dos meus fracassos, na hora de um pecado, quando não vivo a caridade, quando sou impuro? Como é difícil a gente se pegar no colo! Ver Jesus em você, na hora de suas derrotas é difícil! Quantas vezes eu chorei, no meu quarto, na capela... Quantas vezes tive que parar o carro para chorar, por não conseguir me acolher. Olhava para mim e não enxergava nenhum resquício de Jesus, daí vem a tristeza, a angústia, a irritação, a indelicadeza. Acredito que acontece isso também com você".

Diante desse testemunho, devemos ter a coragem de fazer a experiência do Deus Vivo em nossas vidas, para mostrar ao mundo a razão da nossa fé e da nossa esperança. Em meio a sofrimentos, Deus prepara para nós a alegria da ressurreição.
As lágrimas do padre foram transformadas em alegria. É isso que vai dizer o salmista: “Os que semeiam com lágrimas, ceifarão com alegria”. (Sl 126,5-6)

Márcia A Bezerra

2 comentários:

  1. Olá, Márcia
    Quero parabenizá-la por suas postagens e fazer uma pergunta: você conheceu o Padre Léo pessoalmente?

    Célia

    ResponderExcluir
  2. Olá querida Célia!
    Não tive a honra de conhecer o padre Léo pessoalmente.
    Eu o conheci através da Canção Nova em 2004, quando no acampamento de Cura Interior, assistindo pela TV, Deus usou o padre como instrumento para me curar de uma terrível depressão, ministrando uma oração de cura diante do Santíssimo Sacramento.
    Relato o meu testemunho aqui no blog: "Vitória sobre a depressão", postado em 15/09/10.

    A partir daí, comecei a me interessar pelo seu ministério de Cura Interior, a gravar suas pregações, a ler os seus livros e fazer perguntas no programa "A Tenda do Senhor" e ele as respondia gentilmente.
    A história desse homem de Deus é a minha, a sua, a nossa, de todos que lutam pela santidade. Hoje, no céu, ele intercede por nós!

    Obrigada, fique na paz do Senhor e continue a prestigiar o blog.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!