quinta-feira, 22 de setembro de 2011

A cura de nossas lembranças.

Boa noite meus amados irmãos em Cristo Jesus, que a graça e o amor de Deus nosso Pai esteja com cada um de vocês!!! Outro dia eu estava conversando com a Márcia Bezerra, quando ela me falou que o Pe Léo queria escrever um livro [se eu não me engano] sobre as curas de nossas lembranças. Isso me impactou.


Que Pe Léo era ungido isso não é novidade, que Pe Léo era movido pelo Espírito Santo isso também não é novidade, mas confesso que é impressionante como ele ainda consegue me surpreender, é mais um aprova de que ele era e é repleto, cheio do Espírito Santo. Eu parei para olhar para minha vida e comecei a perceber que para eu alcançar a cura interior, eu preciso curar muitas lembranças.


As vezes as lembranças estão com a gente há tanto tempo que parecem ser partes de nós, mesmo as mais sofridas, mesmo as mais tristes. É como se não conseguíssemos mais viver sem elas, é como se sem elas faltasse uma parte de nós.


Vamos caminhar juntos? Nosso primeiro passo é olhar para nossas vidas e aceitar como ela se encontra hoje. "O primeiro passo para a cura dos traumas é aceitar-se do jeito que se é HOJE". Pe Léo, scj. Precisamos nos aceitar como somos hoje, precisamos aceitar como a nossa vida está hoje.


O segundo passo é olhar para nossa vida e perceber quais são as lembranças que nos machucam. Por mais que seja difícil fazer isso precisamos fazer isso, como o próprio Pe Léo nos diz: "Não podemos deixar uma ferida oculta, precisamos abrir para cicatrizá-la". Então precisamos ter a coragem de voltar as essas lembranças.


Depois desses dois passos, precisamos revisitar cada momento transformando-o em oração. É abrir o coração com toda sinceridade, com toda entrega, é um abandonar essas lembranças no coração misericordioso de Jesus. Se são muitas lembranças, façamos por parte, façamos uma por vez, quanto mais doer, quando mais machucar, mais deve se rezar sobre ela.


Pe Léo uma vez falou que em muitos momentos de nossas vidas, precisaremos fazer a oração se tornar um grito, um clamor para poder ser ouvido por Deus. Se for preciso fazer isso, grite com todo seu coração e peça a misericórdia dele, peça o perdão dele, peça a cura dele...


Não é uma tarefa fácil, nós sabemos que se tivermos fé, tudo poderemos alcançar no nome de Jesus, mas sabemos que o processo de cura humano é mais lento, é feito aos poucos, porque infelizmente alimentamos muitos sentimentos ruins dentro de nós, muitos pensamentos que nos machucam, muitos lixos emocionais.


Mas só conseguiremos curar isso, se nos decidirmos pela cura, então vamos começar hoje!
Um fraterno abraço...
Jonathan Melo - 21.09.2011 - @jonathanmelowd

Um comentário:

  1. SALVE MARIA!

    EU CONFIRMO,PORQUE EU PRECISO SER CURADA DE MUITAS
    LEMBRANÇAS, QUE AINDA VEM A TONA.NÃO É FÁCIL.MAS, /
    COM JESUS,SOMOS MAIS QUE VENCEDORES.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!