sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O Senhor o consagrou para servir!

"Juventude, tempo de incertezas, de sonhos, de realizações, tempo de olhar para o universo e achar que nós um dia poderemos tê-lo todinho aos nossos pés".
A resposta, o “sim” a Deus, se dá, quando se tem um encontro profundo com o Senhor. O jovem Tarcísio teve essa experiência, assim como o profeta Jeremias: “Seduziste-me, Senhor, e eu me deixei seduzir” (Jr 20,7). Ele foi atraído pelo amor de Jesus.

No início aquele jovem não entendia o que Deus queria , não entendia as palavras do Senhor ressoando em seus ouvidos: “Vai evangelizar, vai espalhar a semente do Evangelho a todos”. Não entendia o significado daquelas palavras, mas estava sendo preparado para uma grande tarefa.

O encontro com o Senhor foi íntimo e individual e, portanto, o seu processo de conversão inicia-se com a tomada de consciência. Jesus não lhe perguntou nada sobre o seu comportamento, mas ele pode rever a sua vida fútil e de pecado em que vivia.
Em suas quedas Jesus o levantava, tomava-o pela mão e lhe indicava o caminho para recomeçar. "Foi compreendendo que o importante não é nunca cair, mas levantar a cada queda, e recomeçar sempre, como se fosse a primeira vez".

E assim, na montanha russa de sua vida, precisava descobrir quem ele era. Começou a escrever, com o pseudônimo “Léo”. "Foi aos poucos deixando fluir suas idéias, escrevendo artigos para jornais, manifestando sua posição diante do mundo, e isso, além de ajudá-lo, ajudou muitos outros jovens que, como ele, viviam as mesmas angústias e inquietações". Quem experimenta o amor de Jesus não permanece o mesmo.

Chamado a uma vida nova, o jovem Léo vai aderindo àquilo que é da vontade de Deus para a sua vida. A partir daí iria construir sua história, dentro de uma nova realidade. Não imaginava o quanto Deus iria usá-lo como instrumento de cura para muitos.

Vida consagrada é ter a firmeza e, sobretudo, a coragem de renunciar ao pecado, morrer para as coisas do mundo e viver para as coisas do céu. É percorrer o caminho da liberdade, ser livre para servir o Senhor.

(trechos do livro: “Rastros de Deus”)
Márcia A Bezerra

Um comentário:

  1. Que belo exemplo de mudanças este SANTO PADRE, eternizou para todos nós. inesquecivel Pe. Léo, como é bom tê-lo conhecido. Suas mensagens, seus livros, suas palestras são um alento para nossa alma. Sei que atravéz destas, mutos corações ainda serão curados.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!