quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

E-mail ao Padre Léo - 08/12/2011


O texto a seguir foi publicado originalmente hoje no site da Comunidade Bethânia.


Sempre, com muito respeito e carinho, procurarei mostrar um Pe. Léo gente

Olá, querido leitor (a):

Nessa semana, aproveito esse espaço para tirar algumas dúvidas de muitos de vocês que estão escrevendo para o meu E-mail pessoal, dando algumas sugestões a respeito dos “E-mails ao Pe. Léo” que são postados toda semana aqui.

Desde já, fica aqui o meu agradecimento pela repercussão positiva desses “E-mails”, visto que as pessoas estão me escrevendo de toda parte do Brasil. Porém, preciso fazer um esclarecimento a respeito da proposta dos mesmos.

Muitas pessoas estão me escrevendo querendo que eu escreva e-mails sobre a infância do Pe. Léo, sobre a sua adolescência, juventude, etc, coisa que eu não posso fazer por um motivo muito simples: a minha proposta é escrever as minhas experiências com ele, que foram apenas por um curto período de quatro anos.

Então, não estou habilitado para escrever sobre a vida do Pe. Léo, sobre sua história, etc. Eu escrevo sobre aquilo que eu vivenciei com ele, e tão somente sobre isso. Todas as vezes que sento aqui para escrever um E-mail para ele, primeiramente eu rezo, tento recordar o máximo possível os detalhes sobre aquele momento específico que eu passei com ele, não é nada inventado, nem aumentado, é pura experiência. Claro, que, em quatro anos de convivência eu tenho muitas recordações dele, já que eu era para ele “o mais gentil dos Josés”.

A proposta também é apresentar o Léo que eu conheci (dentro desse período de quatro anos) sem “eufemismos”. E por isso, em alguns E-mails você verá um Léo brincalhão, noutros irascívo, mas sempre cheirando a perfume de santidade.

Sempre, com muito respeito e carinho, procurarei mostrar um Pe. Léo gente, o ser humano que ele era, procurarei contar aqui as minhas experiências com ele que aconteceram em volta da mesa da cozinha, á beira da lagoa, as minhas conversas com ele na padaria, as partilhas com ele lá no seu quarto, andando com ele nas trilhas da cura, etc.

Portanto, não tem nada de fantasioso aqui.

Esclarecido isso, pode continuar escrevendo para mim, e aguarde na próxima semana mais um E-mail ao Padre Léo.

Beijos eternos...

jpiresbethania@hotmail.com



José Gentil é consagrado da Comunidade Bethânia e escritor, autor de "O Anjo do Celeiro".

2 comentários:

  1. Obrigada por sempre compartilhar momentos de fé em Deus e crescimento espiritual. Sei que somos de religiões diferentes (sou cristã-luterana), mas a Palavra diz que "há um só corpo, um só espírito, uma só fé, um só Senhor",... logo... vamos para o mesmo céu! Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  2. Esse José é muito sábio mesmo...
    Parabéns José, estou adorando conhecer o Pe Léo, através de sua ótica...
    Ótica de filho, ótica humana, ótica de quem foi muito amado por ele e o ama muito...
    Abraço fraterno...

    Jonathan Melo

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!