quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

E-mail ao Padre Léo 10

De: o mais gentil dos Josés

Assunto: gratidão e puxa-saquismo
Para: padreleo@ceuhotmail.com

Então, pai querido,
Hoje estou recordando com muita saudade dos retiros que o senhor pregava (três por mês) lá em São João Batista, lembra?... Hum! Que coisa “mais boa”.
Movimentava todo o recanto, mexia com todo mundo, éramos provocados a dar o nosso melhor em todas as situações, até porque, o senhor sempre nos alertava antes de cada retiro: “não sou eu sozinho que prego o retiro, o retiro é feito por cada um de nós... Lá onde você estiver trabalhando, quer seja na lenha, na cozinha, nos bichos, seja em que lugar for... Dê o seu melhor lá, porque de lá, você estará também pregando o retiro”.
Pois muito bem, e eu, como o senhor deve lembrar muito bem, era sempre escalado para trabalhar na padaria, poderíamos dizer que eu era o padeiro oficial dos retiros. Especializei-me, sobretudo, no pão Bethânia e nos deliciosos croissants de queijo e presunto que o senhor gostava tanto, lembra pai?...
Acontece que na hora de servir os croissants no café da manhã, eu costumava dar uma caprichada especial para os que iam para a sua mesa, ou seja, eu sabia que o senhor gostava daqueles croissants que o queijo vazava para fora, e ficava quase “torradinho”. Então eu escolhia aqueles para mandar para o senhor.
Ah! Pai querido, nessa ocasião em que estou falando, o meu ajudante na padaria (que era postulante também, mas não vou falar o nome dele para não configurar fofoca) estava naquela ocasião com muita raiva do senhor, sabe?... Não sei por quê.
Então, quando ele me viu arrumar a travessa de croissants que ia para a sua mesa de um jeito especial, começou a me “agredir” com palavras, sabe, pai? Me chamava de “Puxa- saco” de Padre, que o senhor não gostava de “Puxa-sacos” etc.
A verdade é que aquele cara me deixou muito pra baixo naquele dia, mas muito pra baixo mesmo... A ponto de eu ficar “trombudo” com ele.
Mas a minha “vingança” veio a cavalo, bem rapidinha. É que uns dois dias depois desse episódio, o senhor deu uma formação para nós, na sala de palestra, e ai... Hum! Como Deus é bom...
Porque o senhor trabalhou muito naquela formação a diferença entre pessoa grata e pessoa Puxa-saco... Entre gratidão e puxa-saquismo.
Na primeira fila, meus olhos se encheram de alegria quando o senhor nos disse: “vejam bem, a uma sensível diferença entre o puxa-saco, e a pessoa que é grata. O puxa-saco e o bajulador são o mesmo, é aquela pessoa que afetadamente elogia os outros para obter algum tipo de ganho ou prestígio, vantagens e recompensas. Já a pessoa grata, é aquela que reconhece algum benefício recebido, e quer de uma forma ou de outra dar provas dessa gratidão”.
Enquanto o senhor falava, eu olhava vez em quando para ele... Aquele que o senhor já sabe quem é... E era como se eu dissesse com os meus olhos “tá vendo ai seu ingrato!” Mas, o ápice da minha alegria mesmo, pai querido, foi quando o senhor (parece que adivinhando o que tinha acontecido na padaria) olhou bem nos olhos dele... E disse: “a pessoa agradecida não espera grandes eventos para manifestar a sua gratidão, que pode estar em um prato de comida que ela diferentemente arruma... Uma tigela de frutas... Uma bandeja de pão que ela carinhosamente organiza para a pessoa objeto de sua gratidão... A pessoa agradecida aproveita cada situação, e ali, no lugar onde ela está e fazendo o trabalho que ela estiver fazendo... Por menor que seja ou por mais insignificante que possa parecer seu gesto... Ela agradece”.
Na saída daquela formação, ah! Pai querido... Lembro como se fosse hoje, que me aproximei do senhor, mirei bem no fundo daqueles seus olhões azuis e tudo o que eu pude dizer foi, obrigado pai. Muito obrigado.
Estou com saudades, viu?...
jpiresbethania@hotmail.comt


(texto publicado originalmente hoje no site da Comunidade Bethânia)

6 comentários:

  1. Queria ter conhecido o Pe. Leo.
    Pena descobri-lo quando nao mais estava aqui junto a nós!
    O

    ResponderExcluir
  2. Olá,"o mais gentil dos Josés"!

    "Pessoa grata, é aquela que reconhece algum benefício recebido, e quer de uma forma ou de outra dar provas dessa gratidão".

    Que bom que estamos dentro desse conceito do padre, pois só temos gratidão pelos seus ensinamentos e exortações em nossa caminhada cristã.
    Várias são as formas que procuramos demonstrar o nosso carinho, o nosso reconhecimento a um homem que deu testemunho de Cristo, pelo serviço do amor fraterno.

    Ah! Não se esqueça de nos enviar as receitas do pão Bethânia e dos croissants de queijo e presunto. Queremos experimentar também.
    Abraços!

    Obrigada por mais um lindo e-mail!

    ResponderExcluir
  3. CARACA IMRÃO AMIGO GENTIL JOSÉ, VC ME EMOCIONAOU NOVAMENTE, VISUALIZEI AQUELE CAFÉ DA MANHÃ MARAVILHOSO QUE NÓS COMÍAMOS NOS RETIROS EM SÃO JOÃO, E QUER DIZER QUE ERA VOCÊ QUEM PREPARAVA AQUELES PÃES CROISSANTS DELICIOSOS? VISUALIZEI TB PADRE LÉO EM SUA MESA, PRÓXIMO A NÓS, E SUA MESA REPLETA DE PESSOAS QUE QUERIAM TIRAR FOTOS, CONVERSAR E ELE COITADINHO, QUERENDO FAZER SUAS REFEIÇÕES, E COM TODA A PACIÊNCIA DANDO TODA A ATENÇÃO QUE PODIA, FICAVA ATÉ CHATEADA, POIS PENSAVA... CARACA, PADRE LÉO, NÃO PODE NEM FAZER SUAS REFEIÇÕES SOSSEGADO, POIS TODOS QUEREM IR PRA CIMA DELE... TADINHO! ACHAVA UM POUCO FALTA DE RESPEITO, AO MENOS ENQUANTO ELE ESTAVA COMENDO, PODERIAM ESPERAR ELE ACABAR NÉ? MAS ENFIM... IMAGINO ELE PREGANDO E FALANDO ESSAS LINDAS PALAVRAS QUE VC RELATA QUE ELE FALOU E TENHO CERTEZA DE QUE VC NÃO OMITIU E INVENTOU NENHUMA LINHA... ESSE ERA PADRE LÉO, E ESSA ERA A SUA MANEIRAA DE EXPRESSAR... PUXAVA A ORELHA SEM AGREDIR OU SEM APONTAR UM OU OUTRO... COMO NOS FAZ FALTA... QUE DEUS TE ABENÇOE MEU AMIGO IRMÃO, E COMO É BOM LER AS COISAS QUE VC ESCREVE, SEUS DIÁLOGOS COM ELE E POSSO DAR UMA DICA? ESCREVA UM LIVRO COM TODOS ESSES DIÁLOGOS... POIS SERIA MARAVILHOSO E EU SERIA A PRIMEIRA A COMPRAR E A DIVULGAR. BJS NO CORAÇÃO E TENHA UMA NOITE ABENÇOADA! ATÉ A PRÓXIMA! ROSA DE JESUS GUERRA.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Rosa querida, pelas suas palavras de incentivo. Quanto ao livro... Como que você adivinhou?...
    Beijos eternos...
    José Gentil, bth
    Italva-RJ

    ResponderExcluir
  5. Todos nós que amamos o Pe Léo merecemos provar dos croissants que o José faz... kkkkkk
    Abraço José...
    Jonathan Melo

    ResponderExcluir
  6. O mesmo acontece comigo. Queria muito ter conhecido Pe. Léo. Espero um dia conhecer a Comunidade Bethânia, pedacinho do Pe. Creio que lá vou sentir toda essa energia, sinceridade, alegria, fé... que ouço nas pregações. Pe. Léo eterno!

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!