quarta-feira, 7 de março de 2012

Amor próprio - Parte II


A paz meus amados irmãos! Hoje vou prosseguir com a reflexão que iniciei na postagem: Amor próprio - Parte I!

Meus irmãos a oração tem poder! A nossa fé cura, cicatriza na raiz de cada problema, de cada pecado. Mas temos de mudar nossa mentalidade que por vezes acreditamos que só a oração é suficiente para resolver tudo.

Fé é acreditar no impossível, é saber que tudo pode ser resolvido, é acreditar que tudo 'em Deus' podemos, mas precisamos acordar para o fato de que a partir do momento que Jesus se encarnou Deus sempre realizou suas curas, seus milagres, derramou sua Graça, seu amor, de forma humana, através de pessoas humanas, através de coisas humanas.

A oração, a fé vai curar aquilo que é espiritual em nosso coração. O problema muitas vezes não são os fatos que nos machucam, mas sim o fato de nunca ter nos amado, de não termos sido educados para o amor próprio, pois é ele quem nos segura de forma humana quando o nosso mundo desaba

Por isso nos machucamos tanto com as pessoas, pois esperamos delas aquilo que nós mesmos não damos a nós mesmosComo amar o outro se eu mesmo não me amo? Como esperar que o outro me dê algo que nem eu mesmo estou dando a mim mesmo?

Amor próprio é diferente de egoísmo. Está muito gravado no inconsciente coletivo que se amar é errado, é como se a própria pessoa estivesse se exaltando. Está errado! "É através da Graça de Deus que nos capacita a olharmos além que podemos conseguir a começar a aprender a nos amar, porque temos o Amor de Deus derramado em nossos corações (Romanos 5,5)".

Esse amor precisa e deve gerar amor em mim mesmo para que eu possa amar os meus irmãos, mas se eu estou 'amando' os outros e não a mim mesmo, há uma enorme incoerência nisso e fatalmente isso será canal de muitos problemas e dores ao longo da vida.

Em nosso relacionamento com Deus, através da oração, precisamos pedir muita Sabedoria e Discernimento. Quando Deus perguntou a Salomão o que ele queria, ele sabiamente respondeu: Sabedoria! Sem sabedoria e discernimento continuaremos levando uma vida incoerente, culpando as situações, as pessoas e até mesmo o próprio Deus por justamente não entender o que Ele deseja para nós. 

São Tiago nos diz que: “Sabedoria é a capacidade espiritual de ver e avaliar nossa vida e conduta do ponto de vista de Deus”. "Isso inclui fazer escolhas acertadas e praticar as coisas certas de acordo com a vontade de Deus, por meio do Espírito Santo, revelada na sua Palavra. A verdade de cada um aparece no que ele faz, através de suas ações".

Precisamos hoje pedir a Deus a Graça da Cura Interior, para que Ele cure os nossos corações feridos e machucados, pois só conseguiremos ter amor próprio, ter uma boa autoestima para poder ser luz de Deus na vida de nossos irmãos, se tivermos o coração curado em Deus. 

Que hoje nós também possamos pedir ao Espírito Santo que Ele nos ensine a nos amar, a aceitar nossos erros, nossas fragilidades de forma mais humana, pedir que ele nos ensine a ter mais paciência com nossas limitações. 

"E a esperança não engana. Porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado". Romanos 5,5


Agradecimento a Márcia Bezerra por suas observações e ajuda na reflexão dessa segunda parte, que Deus continue lhe abençoando com toda essa sua sabedoria.

Abraço fraterno!
Jonathan Melo - 07.03.2012

Um comentário:

  1. Amor próprio! Como é bom ter esse sentimento. Hoje, sou capaz de me compreender e me amar. apesar de minhas fragilidades, imperfeições e limitações. Isso só foi possível quando permiti que Deus entrasse e curasse o meu coração, tão ferido e maltratado pelas angústias e tristezas sofridas ao longo de minha vida. Com isso, não quero dizer que deixei de sofrer, não é isso. Então, o que mudou? A forma como eu encaro cada dificuldade, cada problema que a mim é apresentado. Procuro sempre, olhar tudo ao meu redor, a partir do olhar de Deus. Tenho certeza, que Ele coloca a mão em cada detalhe do me acontece. E só fui capaz de pensar, sentir e agir dessa forma, quando decidi me amar. Pois, então eu percebi, o quão amada eu sou por Deus, e como Ele trabalha incansavelmente para me ver feliz. Hoje, minha prece é que cada um dos meus irmãos possa se sentir dessa forma, como eu me sinto. O abandonar-se ao amor e cuidado de Deus, é a melhor decisão que qualquer cristão pode tomar. Assim, que nos decidamos sempre pelo amor e por Jesus. Que Ele nos guie sempre para o melhor caminho em Deus.Amém!

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!