quarta-feira, 14 de março de 2012

Devemos estar onde Deus quer...

Padre Léo estava indo para Santarém, no Pará, pregar o retiro de Carnaval (Cristoval).

"Cheguei
a Manaus por volta de uma hora da madrugada. O voo para Santarém seria às 06h45min. Eu tinha que ficar aproximadamente seis horas no saguão do aeroporto de Manaus. Aproveitei para ler a Bíblia e rezar um pouco; mas com o barulho não conseguia rezar. Então comprei um jornal e comecei a lê-lo para passar o tempo.
Por volta de três horas da madrugada uma jovem se aproximou e ocupou a cadeira vaga ao meu lado. Continuei lendo o jornal quando, assustado, percebi que a moça tocou a minha mão direita. Olhei-a, receoso, e a jovem tranquilamente me disse: ‘Muito bonito este seu anel’. É um anel com uma bela cruz que ganhei de Maria Helena, uma grande amiga de Mogi Guaçu, no dia em que completei cinco meses como padre. Agradeci o elogio, e continuei lendo o jornal, mas a menina queria conversar. Quando ficou sabendo que eu era padre logo esticou a conversa. Criticou muito os padres, disse que não gostava de padres, nem de freiras, porque tinha estudado em colégio católico e tinha lembranças terríveis... Morava em Belém, e viajaríamos no mesmo avião. Quando terminou de falar, comecei a mostrar-lhe que realmente tinha razão. Ela se surpreendeu, dizendo ser a primeira vez que um padre não brigava com ela... Chegamos a Santarém.
Contei-lhe que estaria ali para pregar um grande encontro de Carnaval que aconteceria no estádio Barbalhão.

Dois meses depois recebi uma carta dessa jovem. Segundo ela, tudo o que falei tocou muito o seu coração; no domingo, viria para Santarém, para ver de perto o que era esse ‘negócio’ de Carnaval diferente. Ficou até terça à tarde, e disse que foi a maior experiência de amor que já havia feito em sua vida.

Vejam bem: eu estava muito cansado e chateado. Não sabia que precisaria ficar tanto tempo naquele aeroporto, mas Deus sabia e me queria ali. O importante é perceber que Deus se manifesta e está presente, mesmo quando tudo parece dar errado... Obedecer ao Senhor é estar no lugar onde Ele quer que estejamos."

Este relato que está no livro: "Servir no Espírito" é um dos exemplos de que devemos aceitar o que não queremos para a nossa vida, porém é o que Deus quer. Devemos estar preparados para receber de Deus o que não queremos para nós, compreendendo o que é de sua vontade. "É muito fácil fazer a vontade de Deus quando ela coincide com a nossa".

Devemos estar sempre onde Deus quer, pois tudo o que nos acontecer, nada tirará a nossa paz.

6 comentários:

  1. Desse pequeno trecho podemos tirar muitas lições: Em primeiro lugar, perceber os sinais de Deus que chegam até nós. Obedecer e fazer a sua vontade em tudo o que fazemos.

    Deus tem os seus caminhos para que a pessoa encontre a graça necessária. Ao aproximar-se, o que mais chamou a atenção daquela jovem foi a Cruz de Cristo, destacada no anel, que a atraiu.

    Outra lição para nós foi a sabedoria do padre em concordar com ela. Se fosse o contrário, ela se afastaria, como das outras vezes, e assim sendo, não atingiria o seu propósito.

    Deus é soberano em suas obras, pois manifestou a sua misericórdia na vida daquela jovem, que fez a maior experiência do seu amor, através do padre Léo, um servo do Senhor.
    Que tão grande é esse mistério!

    ResponderExcluir
  2. Padre, tanta força coragem determinação. Tanto humor sabedoria e compaixão Em suma, tu transpiravas Deus. Obrigada

    ResponderExcluir
  3. À título de curiosidade:

    O Cristoval é um retiro espiritual realizado, anualmente, no período do carnaval, pela Renovação Carismática Católica= Diocese de Santarém- Pará.

    Em 1994, o encontro aconteceu no estádio Barbalhão com o tema "Necessário vos é nascer de novo", com quase 10.000 fiéis. Ali pe.Léo pregou p.primeira vez.

    No mesmo local, em 1995 participaram 20.000 jovens e adultos, contando novamente com a pregação de Padre Léo e o tema "É tempo de voltar a Deus".

    Em 1996 o tema foi a "Família". Participaram 40.000 pessoas. As pregações ficaram por conta de Padre Léo e do Bispo do Marajó, Dom José Luís Azcona.

    O Cristoval desde os anos 80, trouxe um novo tempo para os jovens da RCC.

    ResponderExcluir
  4. Sempre menciono Padre Léo na minha catequese,SAUDADES ETERNAS.

    ResponderExcluir
  5. Eu não tenho nem palavras para dizer como isso me tocou... eu estou vivendo uma experiência semelhante... ou seja... estou discernindo algumas experiências a luz da vontade de Deus...

    Márcia, um muito obrigado mais que especial...
    Abraço fraterno...
    Jonathan Melo

    ResponderExcluir
  6. Realmente,devemos prestar atenção nos pequenos sinais que acontecem em nossas vidas.porque pode passar despercebido o que Deus quer conosco.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!