quarta-feira, 7 de março de 2012

Pode uma planta nascer da pedra?

"Outro dia, vi uma foto muito interessante numa revista voltada para assuntos agrícolas. Era a foto de um pé de mamão que nasceu em um muro de cimento. Parece impossível, mas creio que muitos já viram algo semelhante. Como pode uma planta surgir do cimento? Isto ocorre porque ficou semente da planta sob o cimento e na primeira rachadura a semente brotou. O mesmo acontece conosco. Se o Espírito Santo não consegue penetrar e “batizar” todo o nosso coração, quando a gente menos espera o problema vem à tona. Por isso a experiência do batismo, ou da efusão do Espírito, não pode ser superficial; não pode ser uma pintura externa ou verniz, pois é trabalho para a vida toda. E também não adianta somente o nosso esforço pessoal. Precisamos do revestimento do alto e de todos os dons que o Espírito Santo nos dá constante e abundantemente".

Observando essa figura, lembrei-me desse pequeno trecho, que está no livro: “Servir no Espírito”. Mais uma característica do padre Léo, usando a pedagogia de Jesus, em nos ensinar utilizando-se de comparações.

Sabemos que o Espírito que ressuscitou Jesus habita em nós (Rm 8,11). Somos a casa do Espírito Santo, onde estivermos Ele está também. Por mais que o Espírito Santo aja em nossas vidas, ainda assim surgem em nossos corações dúvidas, receios, medos... que nos roubam a paz. Existe um conflito dentro de nós, onde se trava uma luta constante. É combate, é renúncia. Essa natureza carnal e pecaminosa precisa ser mortificada, pelo poder do Espírito Santo, através da abertura do nosso coração. "Para o acolhimento do Espírito precisamos estar constantemente atentos aos apelos de Deus, e a tudo o que Ele nos fala. Isso exige um esforço sempre renovado de cada um de nós".

Precisamos estar revestidos das armaduras de Deus, para vivermos segundo o Espírito. E o Padre Léo nos dá a receita: "Servir segundo o Espírito exige uma constante abertura de nossa parte. Essa abertura exige cuidados especiais, como a oração diária, a frequência sacramental, a participação em uma comunidade, o empenho pastoral e uma atitude de em tudo fazer a vontade de Deus".

Precisamos nos deixar conduzir pelo Espírito Santo. "Precisamos deixar o Espírito Santo ir 'batizando' todas as áreas de nossa vida. Enquanto as raízes de nossos problemas não são atingidas, nós vivemos superficialmente".
Neste ano do Avivamento do Espírito Santo, deixemo-nos inundar até as raízes do nosso coração de pedra, fecundando todas as fendas, todas as rachaduras.

5 comentários:

  1. Que texto lindo e a imagem, sem comentários. Me lembrou um post antigo meu. Ficarei honrada com sua visitinha e seu comentário sobre:
    http://umcantinhonobairronovo.blogspot.com/2011/07/pode-vida-brotar-num-lugar-morto.html
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Cada vez me surpreendo mais com os meios que Deus usa para falar comigo. Obrigado Senhor por sua resposta! Cheguei à pagina do blog, meio que ao acaso. O texto acima responde as duvidas que inquietavam meu coração.

    ResponderExcluir
  3. Márcia você me fez lembrar a pregação: QUEBRE A CASCA DO SEU CORAÇÃO. Mais uma vez obrigado pela excelente partilha. Deus falou comigo através de suas palavras e como não poderia deixar de faltar, também tive uma boa inspiração...

    Abraço fraterno...
    Jonathan Melo

    ResponderExcluir
  4. Pe. leu,hj é um anjo a nos cuidar no ceú,.eu tenho um filho q tabem está n céu a dois anos e meio.foi um (linfoma) que o levou ,eu sinto muint saudades,.mais acredito que hj ele ólha por nós la do céu,como o Pe Léu tambem,.ele éra uma pessoa muinto boã todos gostavão muit dele.deixou trez filinhos q hj eu ajudo a cuidar,no dia cinco d abril ele faria 30 anos,.eu acredito q hj ele está nos bracos do Pai,quem escreve estas palavras é cloraci de freitas

    ResponderExcluir
  5. Minha querida Cloraci!

    Tudo o que Deus faz tem um propósito, tenha a certeza disso. São os caminhos misteriosos que vão nos conduzindo. Por agora não entendemos o por quê Deus leva pessoas tão jovens, assim como o seu filho, o pe. Léo, mas vamos entender mais tarde, quando estivermos junto ao trono do Senhor.

    O nosso Deus conhece tudo sobre nós. A vida é um dom, por isso devemos confiar Nele, para que o seu propósito se realize em nós. Seu filho já estava pronto para viver com Ele no paraíso.E um dia vamos todos morar no Céu. Essa é a esperança do cristão.

    Guarde isso no coração e viva na expectativa de reconhecer seu filho no Céu.
    Um abraço e fique na paz do Senhor!

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!