quarta-feira, 25 de abril de 2012

O livro: "Na trilha da cura"

Relembro aqui o Kairós da Comunidade Bethânia, que aconteceu em Cachoeira Paulista, na sede da Canção Nova, 29 de Agosto de 2010, quando o diácono Ideraldo partilhou conosco a sua e a da sua família a linda história de amor com Bethânia.
Trouxe-nos muitas revelações sobre a comunidade, que viu nascer, viu a semente germinar, a semente plantada pelo padre Léo. Dentre as experiências de convívio com o padre, diácono Ideraldo nos revelou algo a respeito do livro: “Na trilha da Cura”, que talvez não seja do conhecimento de alguns:

“Tudo o que o padre Léo escreveu ele vivenciou. O livro “Na trilha da Cura”, ele tirou inspiração do caminho que hoje fazemos a encenação da Paixão de Cristo (a Via Sacra). O padre comprou uma foice especial que ficava atrás da porta do quarto. Começou, então a roçar aquela trilha e a cachorrada junto com ele. Foi de lá que saiu o livro, que com certeza foi cura para ele. Ele capinou uns oitocentos metros, mata fechada, capim que apelidou de capim espírita (até depois de morto gruda). Certamente foi cura para ele. O padre sempre foi envolvido no trabalho. Na terraplanagem ele estava lá, dando opinião, como iria fazer. A missa já ia começar e ele ainda estava lá capinando o caminho para receber os que vinham”. 

O diácono nos falou do cuidado daquele jovem padre, em relação à preservação da natureza: “A natureza fala em Bethânia, os animais falam... Essa marca o Léo deixou impregnada em cada um de nós. Sempre quando chegava em casa trazia uma semente para plantar, porque dizia que Bethânia tinha que ser um grande jardim”. 

Hoje a Comunidade Bethânia procura viver os ensinamentos de seu fundador, que abriu o caminho que leva à Cura Interior. É o caminho da fraternidade, como realização do projeto de Deus. Hoje os padres, os consagrados, os filhos (as) de Bethânia, vivenciam o que padre Léo deixou escrito na contra capa do livro: "A trilha é estreita, porém certa: nos leva ao Céu. Nela ninguém está sozinho, e todos conseguem sentir aos poucos, as feridas sendo curadas. Iniciamos essa caminhada decididos a abandonar o mal, a perdoar, a trabalhar junto com Deus no nosso resgate e dos irmãos". 

E, por fim, as palavras de um dos consagrados de Bethânia (e escritor) Ney Lima- parte de seu texto: “Via Sacra: trilha de Cura Interior”. “Hoje em Bethânia nós temos o cuidado de fazer a manutenção do cominho que um dia o nosso pai fez com sacrifício de foice. Hoje a igreja nos dá a oportunidade de fazermos do caminho que Cristo fez com sacrifício de sangue a trilha de cura interior. Para o mundo via de sacrifício (via sacra) para nós cristãos, trilha de Cura Interior! E que possamos nos encontrar nesta trilha”.

2 comentários:

  1. Muito bom eu li esse livro e me ajudou e ajuda muito os ensinamentos de PE. LEO SCJ emprestei para um amigo de trabalho e tambem gostou muito. obrigado por tudo. paz e bem.

    ResponderExcluir
  2. Meu caro Gilson! Isso é evangelizar. Partilhar com o outro aquilo que aprendeu de Deus, através do padre Léo. Você também está sendo um instrumento do Senhor, está sendo o canal para evangelizar, está levando Jesus para o outro.

    Vou lhe ensinar um segredo quando ler os livros do padre Léo: anotar os trechos que mais tocar o seu coração, para ficar bem gravado. E, sobretudo, aplicar esses ensinamentos no seu dia a dia.

    Obrigada e continue a prestigiar o blog! Um abração!

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!