quinta-feira, 31 de maio de 2012

Dúvidas traiçoeiras


Olá meus amados irmãos, que o amor e a misericórdia do Pai esteja com cada um de vocês. Hoje vou partilhar com vocês algumas reflexões que tive depois de receber por e-mail alguns comentários de uma grande amiga [por sinal muito sábia e ungida], sobre a postagem que fiz alguns dias atrás: A luz da verdade. 


Como achei muito pertinente e creio que trará muito mais luz aos nossos corações, vou trazer nessa e em outras postagens uns trechos e as devidas reflexões de acordo com aquilo que o Espírito Santo me inspirar... Vamos lá?



"O que nos impede de tomarmos posse são as nossas DÚVIDAS. Perdemos a graça de Deus por causa delas. Oramos, mas não acreditamos que nossas orações cheguem até Deus, porque duvidamos. Não acreditamos que o milagre possa acontecer em nossa vida. Não acolhemos as bênçãos de Deus, porque duvidamos. E depois nos frustramos, e achamos que Deus nos abandonou. Trazemos muitas dúvidas em nossos corações, por isso eu creio que Jesus pode curar a pessoa ao lado, a pessoa pela qual eu rezei, mas não creio que Jesus pode me curar".
Meus irmãos isso é uma palavra de sabedoria. As dúvidas são as coisas que mais nos massacram, bem como muitos silêncios que geram em nossos corações muitos questionamentos, medos, inseguranças e libertam nossa imaginação que geralmente só vai para lado ruim.
O missionário Neil Velez nos diz profeticamente que: "Você vai receber aquilo que está crendo". Se em nossas mentes e corações só há dúvidas, medos, preocupações, nós receberemos o que? O que semeamos é aquilo que vamos colher.
A nossa vida nada mais é do que o reflexo interior do nosso coração e da nossa mente. Nós é quem sabotamos nossas metas e sonhos com nossos medos, insucessos, traumas, complexos, dúvidas. Como retirar as dúvidas de nosso coração e de nossas mentes?
Como se acaba com a escuridão? Uma simples chama de luz, dissipa toda e qualquer escuridão. E qual a luz capaz de sanar qualquer dúvida?  A FÉ! O nosso amado irmão São Francisco de Assis, já nos ensinou a rezar: "Onde houver dúvida que eu leve a fé".
Mas você deve estar se perguntando ou querendo me perguntar: Mas Jonathan como vou ter fé se no meu coração há tanta medo, há tanta dúvida, tanta preocupação, tanta ferida, tanta mágoa?
Irei responder com  muito carinho na próxima postagem. Que O Espírito Santo de Deus, desde já possa iluminar e inundar o coração de vocês com muita fé, amor e sabedoria!
Abraço fraterno. 
Jonathan Melo - 31.05.2012

2 comentários:

  1. Olá, Jonathan querido, você fez uma reflexão contundente e direta que vai ajudar muitos de nós a vencer as dúvidas do nosso coração e poder optar de maneira consciente pelo nosso único suficiente... Jesus.
    Continue nos presenteando com seus belos textos.
    Beijos eternos...
    José Gentil, bth

    ResponderExcluir
  2. Parabens pela sábia colocação Jonhatam. Na verdade a nossa dúvida (falta defé) é que no impede de alcançar.
    Obrigado pelos email-s enviados.
    Um abraço que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!