sábado, 14 de julho de 2012

Padre Arlindo, "um homem cheio de Deus"!

Hoje venho lhes falar de um “homem cheio de Deus”. Era como o padre Léo o chamava, com muito carinho e respeito. Padre Arlindo Giacomelli MSC, sacerdote bem presente na vida de infância do menino Tarcísio, que servindo o altar, na função de coroinha foi dando passos na fé.

Padre Arlindo, nasceu em 22 de outubro de 1919, na Chácara Santo Antônio, em Descalvado – SP. Em 1947 foi ordenado sacerdote, seguiu sua trajetória, até que em 1955 foi para Delfim Moreira- MG. Missionário do Sagrado Coração, percorria toda a região do município, estrada de chão, fosse num lombo de cavalo, jipe, mas não deixava de cumprir seus compromissos. "No sábado à tarde o Jipe do padre Arlindo desceu levantando poeira pela estrada do Biguá". 

Padre Arlindo era referência para aquele menino da roça e quando apertava a sua mão dizendo que ele iria ser padre, ficava todo feliz: "Sua batina preta era um fascínio à parte. A força de sua mão, então, era temerosa". Foi o seu primeiro confessor: "-Pois bem, O menino fará a primeira comunhão, vestindo seu terninho branco, na missa de hoje à noite. Daqui a pouco vou para a capela e já o atendo em confissão". (livro: "Rastros de Deus")

Em 28 de Julho de 2011, aos 91 anos de idade faleceu Padre Arlindo Giacomelli MSC, que por mais de cinquenta anos atuou na Paróquia Nossa Senhora da Soledade em Delfim Moreira-MG. Foi para Deus, após uma batalha contra um câncer na língua e parte da gengiva.

Quando soube da doença confidenciou ao padre José Roberto Bertasi: "Não tenho medo, mas fico preocupado qual será minha reação na hora do sofrimento maior. Será que serei fiel aos dizeres que eu mesmo escolhi quando coloquei o Crucificado de madeira no presbitério?, com a seguinte frase: ‘É assim que se ama! Eu não quero trair Nosso Senhor!'"

Por ocasião de seu falecimento, padre José Roberto fez uma linda homenagem, descrevendo-o como: ‘O Gigante da Mantiqueira” e escreve: "Compreendi a preocupação do nosso gigante Missionário do Sagrado Coração: Sim, ele foi capaz de dizer: ‘É assim que se ama!’". 

O amor define a eternidade! Que Nosso Senhor Jesus Cristo nos fortaleça para o cumprimento da missão, assim como fortaleceu Padre Arlindo e padre Léo! E assim como eles tenhamos a coragem de lutar e vencer com Jesus, para a glória do Senhor e nossa eterna salvação.

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!