quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Recomeçar...


 "Na Comunidade Bethânia acolhemos jovens usuários de drogas, meninas prostituídas, menores abandonados, soro positivo, alcoólatras e todos aqueles que Deus nos manda".

Este é um trecho do livro: “Jovens Sarados”, capítulo: ”O amor vence”. A partir de sua experiência com os jovens, padre Léo escreve para a juventude sofrida, vivendo as coisas do mundo que os atrai, que esconde as suas misérias, mas a graça de Deus é maior dando-lhes o poder para lutar, romper com todo tipo de pecado e recomeçar. São chamados a serem construtores dessa civilização do amor, pois só o amor vence.
"Se esses jovens querem de fato ser construtores do novo céu e da nova terra, devem renunciar à vida passada, boa ou ruim, e entregar seu passado e seu futuro ao senhorio de Jesus. Devem despojar-se do homem velho e corrompido pelas concupiscências enganadoras. Despojar é tirar as vestes, é ficar nu. E renovar sem cessar o sentimento da alma, revestindo-se do homem novo, criado à imagem de Deus, não à imagem do encardido".

Ao longo da leitura, padre Léo vai mostrando ao jovem um caminho a trilhar, um caminho de santidade, um caminho com o Senhor. Mas para isso é preciso conversão. Sem conversão não há santidade.
Caminhar na santidade é estar livre para participar dos projetos de Deus.

"Nosso carisma é acolher, e a recuperação que nós almejamos é fruto do acolhimento que nós praticamos".
Ao final, o livro nos traz testemunhos de filhos e filhas de Bethânia, jovens que experimentaram o poder, a bênção e a misericórdia de Deus. 
Trago aqui o testemunho de um consagrado que veio para a comunidade porque teve a coragem de mudar, de começar de novo, de recomeçar: “Em Bethânia, tenho vida plena, paz e alegria. Como consagrado, Deus me deu a oportunidade de rever a minha história, e construir uma vida nova. Hoje sou diferente do que eu era. Encontrei a paz que só Deus nos dá, através de uma vida reta, de ajuda mútua, onde há perdão e amor”.

"Bethânia é a casa do acolhimento. Acolher a cada um que vem até nós como se fosse o próprio Cristo, como de fato o é". Por amor e misericórdia de Deus, reconhecemos a sua verdadeira face.

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!