quinta-feira, 4 de outubro de 2012

São Francisco de Assis, semente de paz!

O Papa João Paulo convocou os líderes religiosos do mundo inteiro para uma oração da paz. Onde? Em Assis. Por quê? Porque há oitocentos anos um jovem teve a coragem de ser um profeta da paz. Francisco não imaginaria que aquele gesto dele, de se despir diante do mundo, de encher-se de Deus e de se fazer um instrumento da paz lá em Assis, um cafundó do mundo, que aquilo fosse produzir sementes. 


Assis é uma cidade que tem a parte alta e a baixa. Assis era na parte baixa. A parte alta era onde ele ia rezar. Entre a parte alta e a parte baixa era uma pirambeira imensa. Então, quando a justiça italiana condenava alguém a morte, eles jogavam a pessoa ali. Era chamado o Buraco do Inferno. São Francisco nunca aceitou aquilo, mas não adiantava ele ir contra. Quem tem a paz não briga por seus ideais. Torna-se semente de paz. 

Com quarenta e quatro anos, tomado pela doença, Francisco fez com que os irmãos fizessem um juramento. Assim que ele morresse deveria ser jogado naquele buraco. Porque ele dizia: 

“Se existe alguém no mundo que merece ser jogado naquele buraco, essa pessoa sou eu.” 

Quando ele morreu, cavaram um buraco na pedra, lá embaixo, e colocaram o seu corpo. No dia seguinte, o Papa mandou um emissário do Vaticano à Assis e comprou o terreno em volta. O Buraco do Inferno foi comprado pelo Vaticano. E em cima desse buraco foi construída a primeira basílica, e embaixo a segunda, e depois a terceira, onde está o túmulo de Francisco. Com o corpo de Francisco semeado, o Buraco do Inferno virou semente de paz para o mundo inteiro, inclusive oitocentos anos depois.

Padre Léo - Trecho de pregação realizada na Comunidade Canção Nova

Um comentário:

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!