sábado, 26 de janeiro de 2013

Homens e mulheres de Fé!

Ao longo de nossas vidas encontramos homens e mulheres fortes que marcaram suas figuras em cada acontecimento da história.
O que há de novo na vida dessas pessoas, capazes de mudar o rumo da história? A força de Deus estava com eles, que vem da experiência pessoal com o Senhor. Aqueles que têm fé em Cristo vivem essa íntima comunhão.
A partir da fé viva em Jesus Cristo, na luta pela santidade, no serviço aos irmãos, com a sensibilidade de cada um, fizeram a diferença.

Não nascemos santos, mas somos destinados a sermos santos diante de Deus. O Senhor nos chamou e reservou obras grandiosas para realizarmos.
Estar a serviço do Senhor muitas vezes é penoso, mas vivido na fé, há um crescimento espiritual constante. Com o nosso batismo fomos gerados para esta vida de graça. Para isso precisamos perceber esse chamado. Precisamos clamar os dons do Espírito Santo, para nos remeter ao serviço, e para glorificar o nome do Senhor. ”Eu te glorificarei na terra, completei a obra que me deste para fazer” (Jo 17,4). 

Papa João Paulo II, o apóstolo do amor! Uma vez alguém lhe perguntou: "Por que o Senhor viaja pelo mundo?" Ele respondeu: "Porque o mundo não cabe aqui dentro do meu coração".

Um dos fatos marcantes da vida de padre Pio foi quando após ter celebrado a missa, sentiu seu corpo em brasa: mãos, pés, e do lado do coração. Eram as chagas que sangrando e dores terríveis o acompanharam por 50 anos até a sua morte. Os milagres que operava em vida, aumentaram após a sua morte.

Está muito distante em contemplarmos esse mundo em que vivemos transformado, mas podemos colaborar fazendo a nossa parte, levando Deus ao coração das pessoas. Segundo Madre Tereza de Calcutá: “Evangelizar é ter Deus no coração e levar Deus ao coração dos irmãos”. Isso podemos fazer onde quer que estejamos.

Padre Léo assim fala de Madre Tereza de Calcutá: "... santa que pisou o chão humano, deixando gravado no coração do mundo os rastros de um Deus que ama com amor infinito..."
E continua a nos dizer: "O amor é a arma mais revolucionária que podemos usar para transformar o mundo".
Os últimos dias do padre Léo foram de muito sofrimento, porém, dos santos Deus pede tudo. Nunca reclamou e aceitou o sofrimento por amor a Jesus, por quem era apaixonado.

O Senhor espera que façamos as mesmas obras que Ele, ou até maiores, basta que tomemos posse das bênçãos que nos foram concedidas e desfrutemos da verdadeira vida.
Vamos com coragem percorrer esse caminho de fé e caridade. .

Um comentário:

  1. Boa tarde.
    A vida do Pe Leo, so ele pra colher frutos dos nossos corações bons e dos amargurados..

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!