quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Feridas de amor e salvação

Olá meus queridos irmãos em Cristo Jesus, que as chagas de Jesus curem os vossos corações. Hoje eu estava pensando um pouco com Deus sobre as feridas que há em meu coração. Sempre procuro refletir minha vida, meu coração, como o Pe Léo me ensinou, ou seja, com os olhos misericordiosos de Deus. 


Lembrei que antes de Jesus iniciar sua caminhada ao Calvário, ele já estava completamente ferido. Se formos analisar desde o Getsêmani, quanto sofrimento Jesus passou até iniciar a caminhada com a cruz. Penso que se juntarmos todas as nossas dores, ainda não chega nem perto da que ele passou. 

Uma coisa me chamou muito a atenção. Mesmo coberto de dor, de sofrimento, coberto pelos nossos pecados, Jesus avançou. Ele foi a frente, ele caminhou, não olhou para trás, não parou para lamentar, para reclamar, para questionar a Deus, para brigar com Deus, para inventar desculpas. Ele simplesmente foi até a crucificação. 

Mas o que gostaria de chamar a atenção aqui é que ao longo desse caminho, as feridas de Jesus eram EXPOSTAS. Feridas expostas doem demais. São dores absurdas. Mesmo assim ele encarou, enfrentou, não as escondeu.

Quando temos um probleminha de nada a primeira coisa que fazemos é esconder. Escondemos dos outros, da família, de Deus e se pudéssemos esconderíamos de nós mesmos. A exemplo de nossos pais Adão e Eva que quando caíram em pecado logo se esconderam de Deus. Porque?

E de forma espetacular Jesus nos ensina que muitas vezes para encontrarmos a cura de nossas feridas, precisamos expô-las. Prestem atenção: além de expor precisamos continuar a caminhada. Jesus carregou suas feridas, caiu com a cruz, mas não parou de caminhar. A cura interior é isso, é caminhada, é um passo de cada vez, é luta constante. Mesmo com a cruz pesada, mesmo que caiamos, precisamos levantar a cabeça e continuar a caminhada. 

Eu não sei qual é a dor que você vive no momento. Eu não sei quais são os seus pecados. Eu não sei quais são suas feridas ocultas ou expostas. Mas sei que com o Espírito Santo você consegue caminhar.

Talvez você possa perguntar: Mas Jonathan eu até queria caminhar, mas qual o caminho que devo seguir? A resposta é muito simples: O caminho de Jesus! E qual foi o caminho que Jesus caminhou? 

O caminho que o Pai lhe ensinou, o caminho do amor, da misericórdia, do perdão. Jesus viveu inteiramente com amor, por amor, para amar. Precisamos viver como Jesus viveu, sempre na casa do Pai, mas sempre a serviço do irmão. Sempre em comunhão com os irmãos. 

Muitas vezes usamos como desculpas as nossas dores para não servir, para não irmos a casa do Pai, para não fazermos nada e continuarmos de braços cruzados esperando que a cura caia de paraquedas ou até querendo que Jesus venha pessoalmente até o nosso coração, como se já não bastasse todo o sacrifício pelo qual ele passou. 

Acorde para a vida. Levante! Erga essa cabeça! Jesus te chama para uma vida de amor, te chama para servir no amor e com amor. Transforme suas dores em canais de amor e salvação para seus irmãos!

Abraço fraterno...
Jonathan Melo

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!