quarta-feira, 9 de outubro de 2013

"Pai Nosso..."!

Neste dia especial, 09 de Outubro, quando nos lembramos os 52 anos de nascimento do nosso saudoso padre Léo somos convidados a olhar para o alto, elevar nossos corações ao Pai que está no céu, e fazer uma experiência do amor do Pai.
A liturgia de hoje é muito rica. O Evangelho, segundo São Lucas (11, 1-4), apresenta-nos a oração do "Pai Nosso”, que é a oração por excelência de todo o cristão, quando apresentamos ao Pai do céu as nossas necessidades. Nós a rezamos tantas vezes, mas sem conhecer o seu verdadeiro significado.

Padre Léo nos traz em seu livro: “Rastros de Deus", uma reflexão sobre a oração do “Pai Nosso”, que é uma catequese, palavras que devem ser meditadas e assumidas na vida de cada um de nós. “E nesta oração está tudo aquilo que ele quer que vivamos para perceber a presença constante desse Pai que é amor”. 

Trago aqui trechos dessa reflexão:
“Se é Pai Nosso, somos irmãos uns dos outros, e se não fizermos uma profunda experiência de fraternidade jamais experimentaríamos o amor do Pai. 

Ele é Pai que está nos céus, porque sendo perfeito não pode estar em outro lugar que não fosse a presença constante do amor. O lugar das felicidades eternas, da plena alegria, do amor infinito, da harmonia e da paz. 

Seu nome deve ser Santificado, porque Ele é o único Santo. E sua santidade é modelo para a santidade que devemos viver. 

O Pai quer que vivamos o Seu Reino, porque é o reino da perfeita harmonia, das alegrias eternas. E se não temos o reino como meta, não podemos semeá-lo em vida. 

Sua vontade deve ser concretizada, porque sua vontade é a felicidade total para o ser humano que Ele tanto ama. Sua vontade deve ser feita na Terra como no Céu, porque a vontade do Pai é que todos os homens descubram e pratiquem o verdadeiro significado do amor, já que o céu é a presença total do amor. 

Ele nos dá o pão cotidiano para que não exista no mundo a ganância, o materialismo. 

Ele nos perdoa porque nos ama. Mas também nos pede que saibamos perdoar nossos irmãos, porque quem não aprender a perdoar, jamais se sentirá perdoado. 

Ele impede que as tentações do mundo sejam maiores que as nossas forças, mas isso implica uma luta constante de nossa parte em não nos aproximar do mal". 

Na certeza de que o Pai nos ama, padre Léo vive concretamente esse amor, porque cremos que “quando de volta à casa paterna, com o Pai os filhos se encontrarão”.

2 comentários:

  1. Rica criatura!!!!!Me resgatou para Deus mesmo após sua partida então para mim ainda está vivo!!
    Está vivo pois suas obras estão aí,as famílias resgatadas,tantos filhos salvos das drogas e que ainda hoje os acolhe!Seu amor foi tão grande tão intenso que precisou dividir com todos nós.Todas as criaturas voltam para o Pai,então tenho certeza que está na casa de Deus,salvo e feliz!

    ResponderExcluir
  2. Este era um Homem de Deus ..... Obrigada Pe. Léo ... até nos dias de hj vidas são alcançadas através das sua pregações .... Deus te recolheu mas você continua ai dos Céus ao lado Dele cuidando e olhando por todos a queles a quem um dia vc ajudou ....

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!