sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Santidade: dom de Deus!

Será que alguém pode se tornar santo, vivendo neste mundo? Deus nos deu em nosso batismo a semente de santidade. Sim, existem pessoas que chegaram à perfeição da caridade nesta vida. Por isso cremos na Igreja Triunfante, os habitantes do céu que alcançaram a plenitude de santidade, e que intercedem por nós.

Ser santo é aquele que se reconhece fraco e pecador, mas que luta contra o pecado, a exemplo do saudoso padre Léo. Pela fragilidade humana, sempre teremos pecados, mas é possível alcançar esse amor, e experimentar a presença do Senhor, mesmo nas situações mais dolorosas.
Ser santo é estar em comunhão com Deus e amar plenamente.

Trago aqui o testemunho de Luzia Santiago, de quando visitou o padre Léo no Hospital das Clínicas, em São Paulo. O nosso sacerdote travava uma luta contra o câncer:
“Quando abri a porta do quarto, padre Léo estava ali com uma bíblia aberta numa mesinha e com a cabeça voltada para o caderno escrevendo. 
Ele disse: ’Estou fazendo um novo roteiro de retiros e acabei de revisar o livro que vai ser lançado no final do ano, na canção nova: “Buscai as coisas do alto”. Eu o revisei porque é importante que chegue à casa de todos o melhor’”. (programa: “Sorrindo pra Vida”) 

Dizer que estamos unidos aos irmãos que descansaram na paz de Cristo é crer na Comunhão dos santos. E Luzia Santiago rezando nos traz essa certeza, por ocasião do falecimento do padre Léo:
“Com Deus no céu! Ele já não está mais presente, mas já está na eternidade, onde não há dor, sofrimento, não há mais lágrimas, porque ele goza da face do Pai. 
Obrigada, Senhor, porque podemos viver a Comunhão dos santos, já vivemos a dimensão da Comunhão dos santos, graças à tua Paixão, morte e ressurreição”. 

Todo cristão, ressuscitado com Cristo pelo batismo, para uma vida nova, deve considerar-se morto para o pecado e viver somente para Deus, em união com Jesus Cristo (cfe. Rm 6,8-11).
Isso é santidade.

Um comentário:

  1. como eu queria ter conhecido padre leo, fico tao triste de nao ter me convertido antes

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!