segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

As feridas do coração

Olá meus queridos irmãos, que a paz do Cristo ressuscitado esteja com cada um de vocês. Nosso coração é o sacrário inviolável de Deus nos ensina nosso querido Padre Léo. E porque o nosso coração está mais para um caixão do que para um sacrário?

É uma pergunta forte, mas acredito que está repleta de verdade. Tenho visto crescer o número de pessoas que estão mortas há muito tempo, só esqueceram de enterrar. E porque estão mortas?

Porque foram tão machucadas pelas pessoas, pela vida, que não conseguem mais encontrar amor dentro do próprio coração. Não conseguem mais acreditar na beleza da vida, não conseguem acreditar nas pessoas, não conseguem acreditar no amor, no respeito. O triste disso tudo é que acaba levando a pessoa a um estado de depressão. 

O que já é ruim pode se tornar pior. Por tanta descrença a pessoa acaba também desacreditando em Deus, pois ela se questiona: se Ele me ama como permite que eu sofra isso tudo?

Na pregação DERRUBAR AS MURALHAS, o Padre Léo nos ensina que: "Todo milagre precisa ser concebido e depois gestado." Porque não conseguimos conceber milagres? Se não concebemos não tem como gestarmos. 

Antes de mostrar um dos caminhos para mudar essa realidade, vamos analisar com calma como se encontra o nosso coração. O Padre Léo nos diz: "Precisamos saborear o milagre, primeiro com a inteligência, depois com o coração." Quando olhamos para nossa mente, vemos muita poluição. 

Pensamentos negativos, pensamentos depressivos, ressentimentos, lembranças negativas, pensamentos de vingança, desejo de ver as pessoas que nos machucaram sofrer. É um circulo vicioso e destrutivo. 

"Nós somos o que comemos." Nos alimentamos diariamente com o conteúdo que vemos nas novelas, os jornais só mostram tragédias, sofrimentos, perigo. Programas criados para acabar com os valores familiares, onde tudo é permitido, tudo é 'normal', tudo pode, pois somos uma sociedade moderna. 

O que a TV nos mostra hoje é que para fazer sucesso não precisa de talento, mas sim corpos sarados, esculturais, com roupas minúsculas e muitas vezes sem algumas partes das roupas. 

As músicas que fazem sucesso hoje, não tem letra, alias as letras estão mais para deturpar os nossos valores morais. Músicas cada dia mais elétricas, com muito barulho, zoada em excesso. Vivemos intensamento num meio social onde nos oferece cada dia mais um ambiente barulhento. 

Para completar hoje tem a internet onde se encontra de tudo. Na primeira pagina de um grande portal é possível se ver noticias, ver fofocas das celebridades, ver mulheres e homens seminus, esportes em geral. Isso sem falar que hoje por onde andamos levamos a internet no bolso da calça ou nas bolsas com os smartphones.

Se na mente saboreamos tudo isso, o coração se torna o próprio inferno emocional, sentimental e espiritual. A mente em unidade com o coração concebe e gesta a nossa vida real. Essa é uma das causas porque nossas vidas muitas vezes não sai do lugar. É como se vivêssemos o mesmo filme sempre. Por mais que lutemos não conseguimos sair do buraco. 

Qual a saída? O Padre Léo nos ensinará um caminho na próxima postagem...

Abraço fraterno. 
Jonathan Melo

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!