sábado, 12 de abril de 2014

O vírus da falta de amor

Olá meus queridos irmãos! A Paz de Deus nosso Pai a cada um de vocês! Quanto sofrimento estamos presenciando em nosso meio. Parece que estamos vivendo num mundo de zumbis, onde as pessoas estão vazias. Vazias de sentido, vazia de sonhos.

Estamos vivendo uma vida miserável. Vivemos a nossa vida ou a vida que os outros querem que a gente viva? Estamos vivendo uma vida mal vivida. Vivida em função de cumprir obrigações e responsabilidades.

Vivida em função de cumprir metas, maior delas não são nossas. Vivida em função do que o outro irá pensar de mim. Vivida como consequência de um coração ferido e machucado. Uma vida reflexo de muitos traumas, medos, inseguranças, mágoas. Queremos gritar por socorro, queremos pedir ajuda, mas a voz não sai. Queremos chorar, mas não temos lágrimas, estamos vazios, ocos por dentro. 

Mas, não estamos completamente vazios. Existe um vírus silencioso que foi implantado em nosso coração: O VÍRUS DA FALTA DE AMOR! 




Todas as vezes que machucamos alguém é um pedido de amor feito de forma contrária. As atividades que cumprimos diariamente são uma tentativa inconsciente de sermos aceitos, de sermos amados, pois a sociedade nos ensina que precisamos ter qualidades, precisamos ser efetivos, eficazes, capazes, para poder sermos amados, sermos aceitos.

Mas nem esse vírus, nem as mágoas, nem as decepções, os traumas, a correria, as lutas do dia a dia, são capazes de eliminarem o amor infinito de Deus por cada um de nós. Qual a cura para esse vírus? O AMOR DE DEUS!

O amor de Deus, que tudo criou, é capaz de dar a vida a quem está desanimado. É capaz de curar os olhos para que possamos ver além das sombras de nossas lutas diárias. É capaz de voltar a fazer bater com intensidade um coração que já não batia, apenas apanhava. É capaz de revigorar a força das pernas para que possamos nos levantar.

O amor de Deus é capaz de trazer calor a um corpo que só sabe o que é frio. É capaz de dar forças a braços que já não conseguiam jogar as redes no mar. É capaz de acolher em seus braços de amor, a cada um de seus filhos que só querem ser amados em seus braços de amor e misericórdia.

Mas como fazer esse amor reanimar meu coração, que está sem vida há tanto tempo Jonathan Melo? Meus queridos irmãos o coração transpassado de Jesus é a fonte de todo o amor de Deus. Precisamos com urgência nos colocar diante desse coração transpassado na cruz, para que a água que jorrou dele lave todo esse vazio, todas as mágoas, pecados, elimine todos os vírus da falta de amor.

Como se colocar diante desse coração transpassado? Através da Leitura da Palavra de Deus. Pe Léo já nos ensinou que para gestarmos milagres precisamos da força da Palavra de Deus. É através dela também que conheceremos esse sagrado coração. Através da Santa Missa, que é o ápice do sacrifício de Cristo, o ápice do amor, da doação, o ápice do coração transpassado. É da Eucaristia onde Jesus ira curar o nosso coração, curar nossa mágoas, eliminar o vírus da falta de amor. 



Portanto, que hoje tomemos coragem para rasgar o nosso coração diante do coração transpassado de Cristo na cruz! Permaneçamos com os olhos fixos nesse coração, pois é de lá onde virá  a nossa salvação.
Abraço fraterno. 
Jonathan Melo

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!