quarta-feira, 7 de maio de 2014

Conversando com Jesus

Olá Jesus, será que eu poderia falar com o Senhor hoje? Desculpa perguntar, mas é porque o Senhor é tão ocupado, e tem tantas pessoas precisando mais do que eu, que resolvi perguntar. 

Ahhh, então o Senhor prefere que eu chame de você? Então ok, o Senhor é quem manda, ou melhor, você é quem manda (risos). 

Jesus eu queria que tu me ensinasse a aceitar o meu passado. Tem coisas que ainda doem tanto e eu fico aperreado sem saber o que fazer. Até penso em fazer algumas coisas, mas já fiz e o resultado não foi o ideal, então venho pedir a tua ajuda. 

Eu acho que preciso aceitar certas coisas do meu passado, mas aceitar é como se desse uma ideia de que eu fui incapaz de lidar com ele, incapaz de superar, de resolver. Parece até injusto, vivi tanto tempo com esse passado, com certas dores e sofrimentos que é como se eu não soubesse viver sem eles, mas eu queria mudar.

Nas minhas costas tem tanto peso, na minha mente é um furacão atrás do outro, o coração então é um misto de sentimentos e eu vou vivendo querendo resolver tudo isso, mesmo sabendo que preciso de calma, e me pego inquieto, impaciente, com vontade de jogar tudo pra cima e sair correndo, mas eu sei que não tem como fugir. 

Eu lembro que o Padre Léo sempre me disse pra eu conversar com o Senhor, aliás com você (risos), ele me disse pra eu rezar com o meu passado, sobre o meu passado, mas com os teus olhos, então eu te pergunto: como faço isso? Você me ajuda?

Eu queria me jogar no teu coração, me lançar de corpo e alma, sem medo e sem resistências. O Padre Léo falou que é do teu coração transpassado na cruz que eu posso curar o meu coração. Mas eu não sei como fazer isso. 

Mas eu lembro também que muitas vezes o Padre Léo finaliza suas pregações rezando. Eu nem sei se sei rezar, mas lembro que ele começava assim:

"Pai santo, Pai querido e Pai amado" eu quero hoje me colocar diante de ti, ou melhor, estou cansado de estar diante de ti, eu quero te pedir um abraço, um abraço forte que me aperte, onde eu sinta teus braços fortes.


Um abraço que eu me sinta acolhido pelo teu amor. Eu quero esquecer do mundo, da vida, dos problemas, dos meus medos em teus braços. Quero te pedir que me abrace bem apertado de tal modo que eu só sinta o teu amor. 

Eu não mereço Jesus, mas queria pedir pra tu me perdoar. Eu não sei me perdoar, então vem e me ensina a me perdoar, a perdoar por eu ter machucado as pessoas, perdoar as pessoas que me machucaram. Eu preciso perdoar, parece injusto, mas eu quero tentar.

Mas sozinho eu não consigo, é muito estranho. Me ensina a perdoar. Me perdoa. Já que tu és tão misericordioso eu vou continuar pedindo (risos). Eu queria aceitar o meu passado, queria me perdoar e enterrar meus erros do passado. Eu quero me aceitar. Eu quero ter paciência com meus limites. 

Já que o Senhor diz que me ama, então coloca o teu amor no meu coração. Ele tá tão confuso. Ele precisa tanto desse amor, pode até não merecer, mas eu estou pedindo assim mesmo. Me ajuda a me amar, a cuidar do meu coração. Eu não quero mais fazer as coisas do meu jeito, eu quero que tu me ensines a fazer do teu jeito.

Quero que tu mude a minha forma de ver, de pensar, de agir. Quero mudar de vida, mudar de comportamento, criar novos hábitos. Eiiiiiii, não me solte não, continue me abraçando. Estou adorando sentir as batidas do teu coração. Um coração tão puro como o teu que acho que nem vou mais querer largar desse abraço.

Tá tão bom aqui... já to rindo a toa. E o mundo tá tão complicado, que estou até com medo de voltar pra ele. Mas eu vou fazer diferente, já vou dar um passo certeiro após esse abraço e esse teu amor.

Eu vou deixar você me soltar, mas se fizermos um acordo. Quero que você segure na minha mão, que caminhe comigo em cada passo. Qual o problema? Eu sou grande, mas você quer que eu volte a ser criança, criança no pensar, no coração. 

E não vejo problema nenhum em aproveitar todas essas graças que você tá me oferecendo. Aliás essa chance de curar meu passado, de construir uma nova vida, é uma oportunidade única e eu quero aproveitar ela... Já fui muito anta, quero deixar de ser anta e quero ficar sendo só uma anta do Padre Léo, pois isso é um privilégio (risos).

Então Jesus eu vou parando por aqui... sabendo que estarás comigo em cada passo. Nem sei como te agradecer, mas vou ser simples: muito obrigado Jesus!!!

Com carinho, de teu irmão...
Jonathan Melo

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!