terça-feira, 26 de agosto de 2014

Sim, Eu vou. Aonde ninguém vai, Eu vou!

Olá meus queridos e amados irmãos em Cristo, que o amor de Jesus cure os vossos corações! O que Deus fala ao meu coração hoje é algo muito simples e quero compartilhar com vocês. Jesus está conosco em qualquer situação. 

Somos filhos muito temerosos. Qualquer dificuldade nós só faltamos morrer. Temos tantas situações diárias para enfrentar e não enfrentamos por medo. Temos medo de tudo e de todos. Não sei porque alimentamos tantos medos irracionais. 

Como se não bastasse o medo, juntamos a eles muitas inseguranças, fragilidades, desculpas, acomodações e quando vemos estamos paralisados diante da vida. Vida essa que está esperando para que cada um de nós a viva. 

Perdemos essa vida com coisas que não valem a pena. Ressentimentos, mágoas, medos e tantas outras coisas. Mas professamos a fé num Deus que pode tudo, mas faz muito pouco em nossas vidas porque nós não confiamos verdadeiramente nele. 

Parece que ouço a voz do Padre Léo gritando lá do céu para cada um de nós: "Bando de antas!!! Criem vergonha nessas caras. Jesus está derramando muitas graças o tempo todo e vocês estão desperdiçando. Deixem de ser antas." 

Meus queridos irmãos, maior parte de nossos problemas surgem a partir dos relacionamentos que vamos criando em nossas vidas. Relacionamentos familiares, amizade, profissionais. Vivemos uma teia de relacionamentos. Na maior parte deles saímos projetando os nossos corações feridos e machucados em cada um desses relacionamentos. As mágoas de uns vamos jogando nos outros, por isso não temos relacionamentos saudáveis, com raríssimas exceções. Por isso, carecemos de cura para o nosso coração.


Então o que Jesus sussurra em meu ouvido hoje e está sussurrando para cada um de vocês também é: EU VOU COM VOCÊ. AONDE NINGUÉM VAI, EU VOU! É isso que Jesus quer fazer conosco. Pegar em nossas mãos e enfrentar, sobretudo as situações mais delicadas de nossas vidas.

É uma caminhada de mão dupla. Caminhada para dentro do nosso coração, passando pelas situações que nos machucaram. Vendo quem são as pessoas que nos machucaram e nós guardamos ressentimentos contra elas. Pessoas que precisamos perdoar e depois do perdão amar. 

Pessoas que nos perseguem, não nos respeita, algumas vezes tentar nos fazer mal (mesmo que essas atitudes sejam consequências de seus traumas). Pessoas que gritam de forma inversa: "eu quero ser amado (a), me amem!" Mas fazem isso de forma oposta. 

Por isso, que com Jesus nós conseguiremos revisitar nossa história, pois o mesmo irá curar cada dor, cada ressentimento, cada trauma. A oração é o caminho que nos leva a caminhar esse caminho com Jesus. É de mão dupla, porque a cura é um processo, como nos ensinou o Padre Léo. Ela acontece no nosso coração, mas se expressa em atitudes concretas do nosso dia a dia. 

Jesus quer ir com cada um de nós nas situações mais complexas, aquelas em que nós mais tememos. Ele que, por amor, foi capaz de ir até a cruz. Doou todo seu sangue ao longo do calvário e no alto da cruz ainda nos deu seu coração. 

Essa deve ser nossa atitude para essas situações: levar Jesus para cada uma delas. Levar Jesus para cada pessoa que nós temos dificuldade de amar. Que possamos ter essa coragem hoje. Pegar na mão de Jesus e ir com Ele!

"Sim, Eu vou. Aonde ninguém vai, Eu vou!"
Abraço fraterno,
Jonathan Melo

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!