sábado, 6 de setembro de 2014

A paz no coração

Olá meus queridos irmãos, que o amor misericordioso de Deus cure os vossos corações. Há dias em que eu sei que você só deseja um lugar de paz e tranquilidade. Parece que mesmo querendo você já sabe que não encontrará. 
É muito difícil ser apenas humano.

É difícil fazer com que algumas pessoas o (a) veja como alguém muito simples, que tem suas próprias dores, suas lutas, sobretudo as internas, que mesmo que tenha uma capacidade, uma força imensa, há dias em que você só gostaria de ser você mesmo (a), sem responsabilidades, sem cobranças, sem exigências. 

Mesmo sabendo que você tem o dom de escutar o outro com o coração, de ouvir pacientemente, de se colocar inteiramente só para o outro, mesmo que você e só você consegue acolher o outro com tanto amor, há dias em que é você quem precisa que o outro respeite o seu eu, a sua 'solidão', o seu momento de querer apenas um pouco de paz e de tranquilidade. 

O seu momento de viver consigo mesmo (a), mesmo que seja só uma noite, um dia, um fim de semana. Uma tristeza vem querer fazer morada no seu coração quando além das pessoas não compreenderem sua necessidade, ainda continuam desabafando, reclamando, fofocando. 

Você está no meio de uma multidão e ninguém consegue olhar para o seu coração, mas você consegue enxergar o coração de todos, e mesmo na sua limitação você consegue se renunciar e oferecer seu amor. 

Porque é tão difícil saber diferenciar amor ao próximo do amor a si mesmo? Porque as pessoas são tão egoístas a ponto de perceberem que você também precisa de si mesmo (a)? Porque você não pode receber um pouco de compreensão quando já oferece tanta compreensão aos outros? 

Eu sei que você sabe que lá no fundo elas nem percebem que você precisa desse tempo. Eu sei que você sabe que lá no fundo o coração delas estão cheios de feridas e estão precisando de um pouco de amor e carinho. Então o que fazer? 

Meu irmão, minha irmã, DEUS É PERFEITO! Você não precisa ir em busca desse local que lhe oferecerá um pouco de paz e tranquilidade. Você já tem esse lugar. Esse lugar é o seu coração. 

Deus criou você com muita perfeição. Tudo que precisa estar dentro de si mesmo (a). Porque você não consegue encontrar essa paz? É porque você continua ouvindo as vozes das responsabilidades, das lutas, das dores, das obrigações ao invés de, simplesmente, silenciar e adentrar no mais profundo do seu coração. 

Essa paz e tranquilidade começa com uma decisão do seu coração. Você precisa decidir escolher a paz. A partir da escolha você precisa gestar essa paz no coração. A paz é fruto de uma decisão. Quando você conseguir silenciar o coração e a mente, a paz se fará presente em todo o seu ser.

E as lutas? E as responsabilidades? Esquece por hoje. Amanhã é um novo dia. Se seu dia foi atribulado, corrido, estressante, faz o seguinte: Silencia a mente, entra no quarto do teu coração e permanece lá até encontrar a paz que ele necessita. Sabe quem você vai encontrar lá? Jesus! Ele está ansiosamente te esperando lá.

A graça está dentro do seu coração, cabe a você abrir a porta dele e se permitir experienciar essa paz! Se achar muito difícil, há uma frase que pode facilitar: "Pai santo, Pai querido, Pai amado..."


Abraço fraterno...
Jonathan Melo

Um comentário:

  1. Por amor Deus enviou Seu Filho , nascido de uma mulher, para a nossa salvação.
    Nós , tão maldosos o pregamos em uma cruz. Agora que ele ressuscitou e se encontra em nosso meio, nós pedimos perdão de nossas iniquidades. Assim fez o bom ladrão que reconheceu e pediu: Senhor: Lembra-te de mim quando estiveres no teu reino. Jesus respondeu: Hoje mesmo estarás comigo no paraíso. Nós, os pecadores, já deveriamos estar no santuário se tivessemos observado tudo como Jesus deichou seus ensinamentos . O grande exemplo também se encontra na( parábola do filho pródigo) aquele filho que pediu a metade dos bens e partiu contando que estava feliz da vida. Mas ele não sabia o que viria. Deus, o nosso Pai esta vendo tudo de errado eu faço em minha vida. O Pai olha por nós, dá-nos um toque, a gente ver chora confessa e pecamos de novo. Esquecemos da grande imaginação daquele que planejou: vou aumentar meus celeiros e depois digo a mim mesmo; comerei e beberei o resto da minha vida, sem saber que naquela noite ele estava para ser chamado para acertar as contas com o Pai.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!