Nascemos para a vida eterna!

Hoje, dia dos fiéis falecidos, agradecemos ao Deus da Vida, que nos ama e dá sentido à nossa caminhada rumo à Pátria Celeste. É o dia da celebração da vida eterna, quando rezamos por aqueles que passaram por este mundo espalhando o amor e já vivem na comunhão dos santos.

Muitos planos estão no coração do homem, mas permanecem os propósitos do Senhor. Existe da parte de Deus a promessa do repouso eterno. Nascemos para Deus, e ao morrermos em Deus, entramos no seu repouso perfeito no céu. Significa cessar as lutas e sofrimentos em nossa vida terrena e experimentar as eternas alegrias em comunhão com Deus.
"O ser humano criado no plano de Deus, criado materialmente para saborear Deus, depois passaria para outra dimensão da vida, mas numa ação de continuidade". 

Todo cristão deverá ter uma nova atitude com relação à morte, pois a morte é o encontro com o Salvador, aquele que matou a morte e abriu a porta para a glória.
"Jesus veio dar um sentido profundo à vida e à morte do ser humano. Por causa dEle, o sofrimento torna-se uma canal para Deus. Todo sofrimento, por causa do sofrimento de Jesus, contém uma semente de vida e de eternidade". 

Muitos vivem como se Deus não existisse e seu mundo acaba quando morrem.
"Depois da morte só existem três possibilidades para o ser humano: Céu, Inferno e Purgatório. 
O Céu e o Inferno são eternos. 
O Purgatório é temporário, embora esteja fora do tempo e do espaço. 
No Céu ficarão os que morrerem com alma absolutamente sem mancha e que já tiverem confessado seus pecados. 
No Inferno ficarão os que morrerem em pecado mortal... Quem morre em pecado (mortal) entra na eternidade já com a morte na alma. 
No Purgatório ficam os que morrem sem pecado mortal, mas tendo, ainda, necessidade de purificação e resgate de pecados cometidos". 

Com esta certeza devemos manter vivas a fé e a esperança nos bens prometidos por Jesus Cristo na vida futura. Por isso, tenhamos sempre fome e sede de Deus e, amanhã nossa vida com Deus terá que ser mais intensa que hoje.
"Estamos aqui de passagem, e, por mais que vivamos, o tempo nada é em relação à eternidade. Salvar a alma- eis o que importa. Para isso, viver em união com Deus, que é nosso princípio de nosso fim. Viver com Ele, para com Ele morrer- e, então, realmente , conquistar a vida". 

Trechos do livro: ”Cura dos Traumas da Morte”. Neste livro, padre Léo aborda, de maneira simples, mas profunda, com uma linguagem de fácil compreensão, sobre a realidade da morte e da vida eterna.  


Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:
Compartilhe:

Um comentário:

  1. Não tive o grande prazer de conhecer esse homem enviado por Deus pra mostrar sua obra de uma maneira como poucos padres fazem , mas em seus livros e suas palestras pude aprender muito e ele será eterno na nossas vidas, que Deus o abençoe onde é que ele esteja....

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...