sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Rosto humano de Jesus

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:


"Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus, e todo o que ama é nascido de Deus e conhece a Deus." 1 João 4, 7

Olá meus queridos e amados irmãos em Cristo Jesus, que o amor de Deus conforte os vossos corações. Há dias em que as nossas cruzes pesam, mas pesam tanto que não conseguimos carregá-las e elas caem sobre nossas costas. Nesses dias não temos nem forças para retirá-las de nossas costas, porque nem temos mais perspectivas.

O nosso coração entra numa escuridão que parece não ter fim. Nossa alma, se entristece, veste seu manto de sombras. Onde havia vida, só há o vazio. Estamos ocos ou, no máximo, podres por dentro.Se instala uma infecção generalizada de desamor, de angústia, de falta de sentido para vida. 

Queríamos lutar contra isso, mas não temos forças. Queríamos sair dessa situação, mas não sabemos o que fazer, nem como fazer, nem por onde começar. Alias, começar o quê? Por quê? Para quê? É muito mais fácil sentar e ver a vida passar, aceitar o que vier. 

Incrível como, infelizmente, há milhões de pessoas que se encaixam nessa descrição acima. Nessas horas frases como: "Deus te ama meu irmão", "Isso é falta de oração", "Jesus está no controle", além de não ajudar, é capaz de piorar ainda mais a situação. Deus nos deu um coração humano, e onde há coração não existe espaço para respostas prontas.

Nessas horas, não precisamos de frases prontas, versículos decorados, até porque como vou falar de Deus para alguém que não crer nele? Mas Deus é rico em sabedoria e além do coração nos deu uma ferramenta infalível para todas as horas e todos os momentos, para os que creem nele e para os que não creem:


O amor!

Lembro que uma vez o Papa João Paulo II falou que se todas as Bíblias do mundo fossem queimadas e só restasse um único versículo, o mais importante seria: "Deus é amor" (1 João 4, 8). É esse amor de Deus, de forma humana que cada um de nós busca, sobretudo nos momentos de dor e sofrimento. 

Jesus é o Deus que se encarnou, veio ao nosso encontro, se fez igual a nós, nos amou de forma humana. Com isso nos ensinou como ser amor aos nossos irmãos, como amar os nossos irmãos. Um abraço verdadeiro tem o poder de adentrar ao mais profundo do nosso coração. Como nos diz o Padre Léo: "É no abraço que sentimos a alma do outro". 


Quando damos um abraço a um irmão que sofre, nos estamos acolhendo-o dentro do nosso coração com as nossas almas. O abraço quebra as resistências do coração do outro. Precisamos nos espelhar em Bethânia, que acolhe a cada um que chega com um abraço.

Precisamos ir ao encontro do nosso irmão que sofre, um abraço, um gesto de carinho, um momento em que paramos para ouvi-lo com um coração, um sorriso ou até mesmo uma lágrima compartilhada é capaz de semear amor no coração de nosso irmão.

Que possamos lembrar que Jesus é o nosso Deus Humano, que levou consigo todas as nossas dores, que levou consigo todos os nossos pecados, pagou tudo na cruz. Que possamos pedir a Ele para que por suas chagas possamos ser curados e que curados possamos doar o nosso coração, o nosso amor, nossos abraços a todos os nossos irmãos! Creiamos nisso!

Rezemos:


No amor de Cristo que nos une...
Abraço fraterno...
Jonathan Melo

Um comentário:

  1. Postagem e áudio perfeitos! Só essa pessoa ungida, chamada Jonathan Melo, pra conseguir expressar em palavras o que nosso coração costuma sentir em tantos momentos de nossa vida. Há tantas vezes, em que nos sentimos sem chão, sem ânimo e não sabemos o que fazer. Até chorar fica difícil, porque a nossa angústia é tamanha que nem nossas lágrimas conseguem aliviá-la. E é justamente nesse momento que um abraço sincero faz toda a diferença. Nesse abraço sentimos a presença e o amor de Deus. Ele que se fez humano por nós, doou por completo a sua vida e tomou sobre si nossas dores. Que Deus continue nos abençoando para que possamos sempre ir ao encontro do irmão que sofre e dar a ele o amor humano de Jesus. Para dessa forma, sermos capazes de sermos luz na escuridão do outro. Que saibamos também receber o amor e a luz dos nossos irmãos, em nossos momentos de angústia e tristeza. Vivamos intensamente o ensinamento de Jesus: "Amemo-nos uns aos outros". Pois só o amor é capaz de curar toda e qualquer ferida. E é no amor que encontramos a maior expressão dele: DEUS. Graças e Louvores sejam dadas a Ele a todo momento. Amém!

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!