A alegria que faz experimentar o amor de Deus!

A busca do sentido de nossa vida acontece nos momentos mais dolorosos. Temos que aproveitar cada minuto do nosso sofrimento e transformar em motivos de Louvor a Deus, pois sabemos que tudo concorre para o nosso bem. É o clamor sincero dos que sofrem, mas com a alegria e certeza de que podemos nos abrigar no coração de Deus, com nosso louvor.
Essa é a mensagem da pregação: Ministrar a alegria. 

Padre Léo viveu o que pregou, quando sem forças para resistir a doença, só encontrou saída na força do Louvor a Deus, encontrando o caminho para a Vida.
Ao meditarmos a última linha do versículo 6 e o versículo 12, do Salmo 29, somos convidados a percorrer o grande deserto pelo qual o padre atravessou.
“Pela tarde vem o pranto, mas, de manhã volta a alegria... Vós convertestes o meu pranto em prazer, tirastes minhas vestes de penitência e me cingistes de alegria”. 

Padre Léo experimentou a "hora em que as coisas vão ficando turvas", escuras, um vazio total, sentindo-se abandonado pelo Senhor:
”Pela tarde vem o pranto”. 
"Essa tarde significa aquele dia em você caiu em si, no momento da dor, de tristeza".
Naquela tarde, acampamento de carnaval, durante o almoço com o padre Jonas, ele sofreu convulsões e levado com urgência para o hospital. Experimentou essa tarde triste e as noites escuras, entretanto, foi atravessando esse deserto é que pôde sentir a presença de Jesus em sua vida.

"Mas, de manhã volta a alegria! Quando? Quando eu coloco esse pranto no coração de Deus". 
E o padre entregou a Deus o seu câncer.  
"O cristão precisa achar um motivo para viver a alegria. E essa alegria não será tirada por ninguém. Quando? Quando eu aprender a apresentar meu sofrimento, a minha dor para Deus".
A alegria que ele sentiu foi a fé no coração, essa luz que jamais se apaga, se tivermos a coragem de testemunhar Jesus Cristo com a nossa vida. É essa alegria que faz experimentar o amor de Deus.

“... tirastes minhas vestes de penitência e me cingistes de alegria”.
O Senhor veio lhe trazer uma coroa de alegria, em vez de tristeza, amor em forma de lágrimas. O Senhor fez com que vestisse trajes festivos, não de luto, e chegou ao trono da Graça.

"Que bem eu posso tirar, que fruto eu posso tirar desse sofrimento que estou vivendo hoje?".
Ele aprendeu a ser paciente diante da dor que sentia, porque suas motivações eram maiores, e quando se tem razões para viver, somos capazes de modificar nossas atitudes. Não perdeu um minuto de sua doença, aproveitou tudo.
E o Senhor lhe ensinou a louvar: "Enquanto você não aprender a louvar a Deus pelo seu sofrimento, não experimentará a alegria plena".  

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:
Compartilhe:

Um comentário:

  1. Boa tarde!

    Amo assistir na Canção Nova,os videos do Padre Leo,não tinha conhecimento que já tinha falecido.
    Que pena!
    Assisti nesta segunda feira palestra sobre a Alegria!
    Ele era uma pessoa iluminada realmente.
    Que Deus o tenha!
    Beijuuus Ilse Augustin

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...