domingo, 29 de novembro de 2015

Não tenham medo de se doar!

“Quando houver um pobre em teu meio, que seja um só de teus irmãos... não endurecerás teu coração...” (Dt 15,7). 
Sempre vai existir no meio de nós, pobres marginalizados, e mesmo que seja um, se não fizermos nada, é sinal de que não estamos sendo fiéis ao Deus, que deseja vida e liberdade para todos.

Tendo presentes os tantos desafios que um sacerdote enfrenta, no início de sua caminhada padre Léo já presenciava um triste cenário: o crescente número de dependentes químicos, e as suas consequências: HIV, prostituição...
Como é possível ficar calado, cruzar os braços, sem fazer coisa alguma? Um homem de Deus, um homem escolhido por Deus, um homem do povo, certamente não se esconde. Assim é a vida daqueles que seguem fielmente a Cristo. Assim foi a vida do nosso saudoso padre Léo, instrumento de Deus para defender os pobres marginalizados e ajudá-los a ter vida plena.

Padre Léo não teve medo de se expor, sofreu perseguições, mas a sua fé permaneceu inabalável.
Inconformado com a situação de marginalidade, de tantos irmãos com corações feridos, por causa da ganância humana, Deus lhe concedeu a graça de fundar a Comunidade Bethânia, para que muitos corações fossem restaurados.

Sua vida dedicada à recuperação de jovens drogados, prostituidos, abandonados a toda sorte, foi inspirada na prática de Jesus, que veio para que todos tenham vida plena (cf. Jo 10,10).
O que mais ele poderia oferecer a Jesus, além de sua fidelidade, como prova de gratidão por tanto amor? Então decidiu se ofertar inteiramente, e sua oferta foi agradável ao Senhor.

O testemunho de Dom Alberto Taveira, logo após o falecimento do padre Léo, retrata o que foi a vida desse sacerdote, a sua opção pelos pobres:
“...Deus deu a ele a alegria de dar tudo até a última gota, coerente com aquilo que sempre acreditou e que pregou. Amou a Igreja e foi coerente até a oferta final. Mas com tanta gente rezando, Deus não poderia tê-lo curado? 
Por tudo o que ele passou, deu um salto de santidade e por isso não cabia mais aqui na terra. O tudo que Deus pediu ao mártir é tudo mesmo. 
Você precisa estar pronto para dar tudo o que Deus quer. Ele não vai lhe pedir mais do que você é capaz de dar. Deus sabe a medida certa. 
Deus é assim: Dá o dedo, Ele pega a mão. Dá a mão, Ele pega o braço. Dá o braço, Ele pega tudo. Ele viveu esses meses a vida eterna e entrou de vez para a páscoa pessoal. 
E meu dia, quando será? E se Deus me chamar agora? Ele entregou tudo para Deus. E eu? Que tesouro tenho guardado no meu coração que eu preciso entregar? 
Com Deus não se dá a metade. É tudo!" 

Hoje vamos pedir essa graça ao Senhor: Que não tenhamos medo de renunciar a tudo aquilo que nos afasta do amor de Deus! Que não tenhamos medo de nos entregar de corpo e alma a Jesus, em favor dos irmãos marginalizados!
Que, a exemplo do padre Léo, possamos entregar a nossa vida em favor do Reino de Deus!

“Não tenham medo de dar tudo ao Senhor. Ofertar a sua vida em favor dos necessitados. É prova de amor ao Senhor Jesus”. ( Papa Francisco).  

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!