segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

O último abraço!

Nove anos se passaram, dia 21 de dezembro de 2006, especial para a família Canção Nova e família Bethânia, padre Léo retorna à Comunidade Canção Nova, dias após a memorável pregação: “Buscai as coisas do alto”, em 09 de dezembro, Hosana Brasil.

A amizade é definida como um sentimento de estima entre as pessoas. E faz com que todos os “amigos de Jesus”se reúnam para celebrar as alegrias do dom da vida.
Enquanto o corpo se consome, a alma se renova. Assim vimos o padre Léo, por ocasião do aniversário do (Monsenhor) Jonas Abib, quando participou da missa de ação de graças. Obedecendo às ordens médicas, chegou de helicóptero, pois estava muito debilitado.

Este dia foi também marcado pelo testemunho de Vanderléia, consagrada de Bethânia.
“Quando eu vi padre Léo, meu pai querido, sentado diante do altar, eu chorei muito, pois ele não tinha forças para permanecer de pé. Com fé, clamava ao Senhor para que eu pudesse chegar perto dele e abraçá-lo”. 

Após a Celebração padre Léo foi para o helicóptero, de volta ao hospital, e ela foi informada de que seria impossível chegar até ele.
“Eu pensei comigo: ‘Para Deus nada é impossível’. Fiquei esperando no carro com outros consagrados. Quando percebi que o pai entrara no helicóptero, saí correndo como uma louca em direção a ele. 
Um segurança tentou me barrar, mas graças a intervenção de Luiza Santiago, dizendo que eu era filha do padre Léo, pude me aproximar”. 

O abraço na Comunidade Bethânia é a marca do acolhimento, da amizade, do afeto, da estima e da ternura. É restaurador. Naquele momento Vanderléia representava todos os seus filhos de Bethânia, sedentos por um abraço do pai Léo.
“E eu abracei meu pai querido. A emoção foi tão grande que eu não conseguia pronunciar uma palavra. As lágrimas tomaram conta, quando ele falou: ‘Oi filha!’. 
O helicóptero subiu e pela minúscula janela ficou acenando, se despedindo”. 

Aquela filha, paralisada pela emoção, falava através do olhar, e entre lágrimas:
“Obrigada, Meu Deus, pelo presente de poder abraçar meu pai querido, pela última vez”. 

Em Bethânia se aprende a transformar cada acontecimento, num momento único. São Paulo nos lembra em I Cor 7,29, que o tempo é breve, e cada segundo é precioso.
Não podemos desperdiçar nenhum minuto porque tudo nesta vida passa. Não podemos adiar uma grande oportunidade de crescimento, como se pudéssemos determinar o nosso tempo aqui .
É isso o que nos ensina esse lindo testemunho.

A vida do padre Léo encontrou sua razão de ser na evangelização. Trata-se de uma missão que lhe foi confiada por Deus.
Neste dia, em sua última aparição em público, falou-nos de Vida: "Precisamos aprender a valorizar a vida. Olhar para a vida como um dom precioso, sagrado. Esse dom que precisa ser cuidado, esse dom que precisa ser celebrado...". 
Após 14 dias, Deus o chamou a viver a "Vida Eterna". Foi para o “abraço eterno “do Pai.  

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!