segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Conhecer, amar e servir!

A Comunidade Bethânia é o legado do padre Léo. Essa missão é nossa! Para perpetuar o carisma de acolher o irmão como o próprio Cristo, Deus precisa de uma ação concreta de nossa parte. Dar o nosso melhor, a nossa contribuição, fazer bem a parte de cabe a cada um, só depende de nós.

 O depoimento de Helyne Verano, psicóloga, casada há dez anos com Pablo, mãe de Miguel, nos impulsiona a assumirmos um compromisso maior com o irmão marginalizado. É para todos aqueles que aceitam desafios, é para aqueles dispostos a abraçar essa causa: resgatar vidas.

O contato com o padre Léo: a primeira impressão não é a que fica.
“No ano de 1998, a convite de um casal Mário e Leli, nossos padrinhos de casamento e a Leli é irmã da Juscélia, co-fundadora de Bethânia, o padre Léo veio participar, aqui em Anápolis-GO, de um encontro de Jovens chamado Renascer. Até então, achávamos que era um padre de fora, amigo do Mário e da Leli. 
Sentei no refeitório para jantar e sentou na minha frente um homem que não conhecia, da cara fechada, gordo, cabelo estranho, que fumava e não conversou com ninguém. Tão logo, na sala de palestra, fico sabendo que aquele homem era o tal do padre Léo. 
É claro que não demorou muito para essa primeira impressão se transformar em surpresa e admiração. 
Já na sua primeira pregação, falou-nos com muito orgulho de Bethânia e de seus filhos e filhas, pregou com muita unção. Depois desse Encontro, ele voltou, sempre a convite do Mário e da Leli, por quem ele tinha notável carinho”. 

A experiência de conhecer a Comunidade Bethânia:
“Em 2005, tivemos o privilégio, Pablo e eu, meus pais, Mário e Leli e mais uma turma daqui de Anápolis, de irmos à Bethânia, recanto de São João Batista, para fazer o Retiro Casais-I. 
Eram uns 40 casais e padre Léo fazia todas as pregações. Foi lindo!” 

A descoberta que mudou a sua vida:
“A partir daquele retiro, comecei a ler os livros do pe. Léo e percebi que haviam muitos erros de edição, por exemplo, palavras sem acento, palavras escritas duas vezes, etc. 
Na época já era o famoso padre Léo. Enviei um email a ele perguntando se ele gostaria que eu corrigisse os erros e mandasse para ele. Ele gentilmente me respondeu agradecendo e aceitando minha singela doação. 
A partir daí, li e reli todos os seus livros e enviei a ele os erros por email. Ele sempre respondia aos meus emails carinhosamente. 
Ao ler os livros do padre Léo e assistir às pregações, minha vida foi mudando, meu jeito de pensar e de agir”. 

Após a morte do padre Léo:
“Chorei a morte daquele homem como quem chora a morte de um pai! E desde que ele foi morar na Glória de Deus, peço a sua intercessão! 
No dia 30 de dezembro de 2015, eu, meu esposo e meu filho estávamos de férias e fomos ao Recanto de São João Batista visitar o Memorial padre Léo. Ocorre que algo aconteceu comigo ali. Eu e meu esposo compramos no Memorial a biografia e eu a li em 7 dias”.

Somente um coração inflamado de amor é capaz de assumir a missão:
“Estou profundamente tocada pelo amor de Deus e, por causa do testemunho do meu querido padre Léo, que não gostava de perder tempo porque tinha que evangelizar, tenho hoje também sede de ajudar a quem precisa, e Bethânia ganhou uma nova benfeitora. 
Não há como ir a Bethânia,e não sair diferente! 
Que Deus abençoe a Comunidade Bethânia e peçamos a intercessão do pe. Léo que, com certeza pra mim já é um santo de Deus. Pra formalizar sua santidade perante a Igreja é só questão de tempo e eu tenho certeza disso! E por aqui, fica a saudade e a certeza de um dia nos reconhecermos na eternidade! Deus seja louvado!” 

Só fazemos algo por aquilo que amamos e só amamos o que conhecemos. O Senhor nos chama a assumir a missão Bethânia, respondendo com amor, a partir do que Deus fala ao nosso coração.

Venha participar dos retiros em Bethânia: http://www.bethania.com.br/retiros 

Convidamos você a ser Bethânia e a viver Bethânia, ajude esta obra, que é de Deus: http://www.bethania.com.br/institucional/ajude-esta-obra  

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!