segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

A moça paralítica - Fato verídico contado por padre Léo

Eu já atendi muitas meninas que fizeram aborto. Já atendi uma menina paralítica, já contei essa história, mas vale a pena relembrá-la brevemente.

Eu era jovem sacerdote e me trouxeram uma moça paralítica, menina, nova, a mãe dela e o namorado. Trouxeram essa moça pra eu orar por ela. E eu comecei a orar por essa moça, e o Espírito Santo foi me mostrando que algumas coisas feias na vida dessa moça tinham acontecido. 

Então eu pedi que a mãe e o namorado saissem pra eu conversar um pouquinho com ela. E eu fui pedindo que ela abrisse o coração, mas ela não queria e eu não podia forçar.


Então, eu rezei um pouco, e aí Deus me deu a Palavra de Ciência, eu falei aquela Palavra de Ciência pra ela, essa moça se pôs a chorar... Mas chorou desesperadamente! E contou-me a sua história.

Ela tinha 15 para 16 anos, ficou grávida do namorado, uma família muito importante lá na cidade deles. Família de igreja. E quando, então, descobriu que a menina estava grávida, o pai e a mãe levaram essa moça pra uma cidade maior e lá fizeram um aborto.

Voltaram para a cidade, na semana seguinte foram à Missa. E qual não foi a surpresa dela, o pai dela, de jaleco branco, ajudando a distribuir a Comunhão. Naquela hora, o ódio do pai, aliado ao aborto, abriu a porta do demônio na vida dela. E aí veio a condenação, autocondenação.

E como ela nunca mais queria cometer aquele pecado, o demônio foi sugerindo que ela não movimentasse mais as pernas, porque, não andando, ela não iria arrumar namorado. Não iria ter relações sexuais, sendo paralisada. E ela estava paralítica.


Então fizemos uma oração demorada. Entregamos a criança pra Deus. Pedi que ela escolhesse o nome pra criança e ela me perguntou: 

Menino ou menina? 

Eu disse: 

- Você que escolhe. 

Ela disse: 

- Pode ser Léo?

Pode. Fico honrado! Você tem um filho que se chama Léo e está no Céu. Está no coração de Deus. E a partir de hoje você vai pedir inclusive a intercessão dele, porque criança que foi abortada, ela está no Exército dos Santos Inocentes. Inclusive, intercedendo muito, dia e noite, pela conversão da mãe, do pai e de todos aqueles que trabalham na indústria medonha do aborto.

Quando terminamos de rezar, meus irmãos, eu dei absolvição sacramental pra ela. E quando eu terminei de dizer: 'Minha filha, eu te absolvo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo', ela se levantou sozinha, juntou-se no meu pescoço, me lambuzou de beijos e lágrimas.

Graças a Deus, eu abri a porta e, estarrecida, a mãe e o namorado a receberam andando. E ela já tinha ido até nos Estados Unidos pra resolver o problema da perna! Então, vejam bem o que o pecado faz... O pecado paralisa!

Trecho da pregação: Confortai-vos no Senhor (clique no link e assista à pregação completa)


Equipe Blog Padre Léo Eterno



2 comentários:

  1. Excelente historia. Como o pecado nos corrompe e nos afasta da graça de Deus. Mas Ele é misericordioso e nunca nos abandona.

    ResponderExcluir
  2. Maria Elizabete Tomazini de Araújosábado, 8 de abril de 2017 11:06:00 BRT

    Eu não canso de ouvir e ler as experiências do eterno padre Léo,amo esse santo e peço a intercessão dele na minha vida.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!