terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Padre Léo nos fala do Céu e nos ensina o caminho para a cura dos traumas da morte

Amigos do bple,

Regularmente recebemos mensagens de nossos leitores que, no momento profundo de dor pela perda de um ente querido, nos pedem indicações de livros e pregações de padre Léo sobre a morte para suportar melhor o luto.  

Padre Léo dedicou um livro inteiro ao o tema: Cura dos Traumas da Morte. Abaixo, um trecho da obra:



"Todos passamos ou vamos passar pela experiência da perda de um ente querido, do mesmo jeito que todos sabemos que um dia morremos. A vida não nos pertence, assim como nossos entes queridos não nos pertencem. Somos de Deus. Estamos aqui de passagem, estamos aqui viajando, não temos morada definitiva aqui, mas caminhamos para a Jerusalém Celeste

O Céu é a nossa Pátria. ‘No Reino do Pai há muitas moradas. Eu vou preparar um lugar para você’. Jesus fala ‘moradas’ no plural, exatamente para isso, para que cada um entenda que, do jeito que vivermos nossa santidade de vida, com as limitações que temos, Deus nos acolherá em seu coração. A misericórdia infinita de Deus reserva um lugar para cada um de nós..." 


Separamos algumas frases, trechos de pregações e livros de padre Léo sobre o assunto: 



A presença física é a mais pobre das presenças."






"Rastros são pessoas que passaram por nossa história e permaneceram conosco, mesmo depois de terem ido embora. São presenças eternas." 




"Talvez eu morra hoje, amanhã, daqui a um ano, daqui a dez, isso pouco importa! O que interessa é que por onde eu passar eu tenho que deixar um rastro de Deus, para que quem vier atrás ache esse caminho. É isso que dá sentido à vida!" 

Trecho da pregação Entregue teu Caminho a Deus, de 25/09/2004


“Só existe uma coisa que podemos fazer pelos nossos falecidos: oração. Rezar por eles é acreditar na eternidade da vida.” 



"Nós iremos nos reconhecer no céu. O amor que vivemos nunca vai morrer. Amor não morre, amor se transforma. Amar é acreditar que o outro não morrerá jamais." 

"Para que se chegue ao Céu é preciso morrer já levando-o dentro de si. É preciso morrer em estado de graça, em união com Deus."

"Para o Céu fomos criados. Porque Deus é o nosso princípio e nosso fim, só em Deus nos realizamos plenamente."



"Quando um ente querido morre e vai para Deus, ele nos leva em seu coração."


“Só existe uma coisa que podemos fazer pelos nossos falecidos: oração. Rezar por eles é acreditar na eternidade da vida.” 

“Um modo maduro de se enfrentar a dor da perda é através das orações pelos falecidos."

"A felicidade no Céu consiste na contemplação e posse de Deus, isto é, contemplação e posse da Verdade, da Beleza e do Amor." 




No trecho a seguir, a comprovação de que padre Léo falava do que de fato vivia. Aprendeu com sua santa mãe a sofrer suas dores no Senhor: 


"Os nossos sentimentos revelam quem somos nós. Você sabe quando a pessoa ama pra valer é em velório, porque se a pessoa se descabela, pode saber: é peso de consciência. Aí você vê que a pessoa tem fé. A pessoa do coração curado sofre, mas é diferente!

Vou dar um testemunho que muito me tocou: Quando meu irmão mais velho morreu, uma morte absurda, bebia muito. A hora em que parou já era tarde. Dodô morreu, morte estúpida, de 44 para 45 anos de idade. Como diz papai: Mãe nenhuma cria filho pra morrer.

E diziam: Como mamãe vai reagir? Será que ela vai aguentar? Somos muito unidos, amorosos!

Fui buscar mamãe e papai na porta da capela, claro que chorando. Mamãe chegou ao lado do caixão, deu um beijo na testa de Dodô. Dona Nazaré enfiou a mão no bolso, tirou o terço e começou:
‘Creio em Deus Pai, todo poderoso, criador do céu e da terra... ’ 

Entende o que é coração curado? É na hora do sofrimento. Ali descobri ainda mais a mãe que eu tinha. Isso é sentir. A fé é sentimento, é emoção, mas não a emoção descabelada." 

Trecho da pregação:


Sugestões de pregações:



No coração de Jesus, procurando ser servos, 
Equipe Blog Padre Léo Eterno

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!