terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

"Roteiro de Restauração!"

Chegará o tempo em que precisaremos encarar a nossa humanidade, assumir a nossa história e nos deixar modelar pelo Pai.
"O olhar sobre a águia deve nos ajudar a compreender nossa própria vocação e também permitir que Deus nos renove com seu amor... Essa renovação não é um processo mágico, é inovação. Logo é um processo difícil e doloroso." 

O penúltimo capítulo do livro: "Experienciar milagres" nos traz como tema: "Roteiro de Restauração", padre Léo nos relata com detalhes o processo doloroso pelo qual a Águia Dourada precisa passar:  

"A águia é a ave que possui a maior longevidade da espécie, podendo chegar aos 70 anos de idade. Mas, por volta dos 40 anos, precisa tomar uma séria e difícil decisão... consiste em voar para o alto da montanha e se recolher em um ninho próximo a um paredão, onde consiga alimentos sem precisar voar...". 

Quando padre Léo soube que a sua doença era um câncer, sabia que a partir daquele momento sua vida iria mudar radicalmente, que sofreria um processo lento de restauração.

"Com muita dificuldade a águia começa a primeira etapa de seu roteiro de restauração... leva alguns dias até chegar ao topo da colina. É uma longa viagem. Poucas conseguem achar uma fenda escondida no topo das rochas." 

A travessia é longa e dolorosa, mas padre Léo encontra a sua fenda escondida na rocha, para silenciar e ouvir o Senhor. Encontra o rochedo de fé, esperança e amor, fazendo ali o seu ninho, em comunhão com Deus.

"A águia inicia a segunda etapa de seu roteiro restaurador. Começa a bater o bico na pedra e arranca-o... Passados alguns dias, nasce um novo bico. Inicia-se a terceira etapa: Com a força do novo bico ela arranca suas garras. Está indefesa, não consegue caminhar direito. Emagrece muito, até crescer as garras novas."

Padre Léo começa a sofrer os efeitos da quimioterapia. O vaso do oleiro tem que ser perfeito, precisa arrancar as arestas, as impurezas.

Contudo, ele experimenta a graça do novo nascimento. A cada quimioterapia é Jesus a lhe dizer: "Eu renovo todas as coisas". Ele vive a fé em Jesus e lhe oferece o seu sofrimento. Está indefeso, não consegue caminhar sozinho, cego, por conta de um vírus que se instalou em seus olhos. Mas a sua fé permanece, enxergando somente o que é essencial para a sua vida.

"Com a ajuda do bico e das garras, a águia começa a tirar todas as suas penas. Está no alto do penhasco e enfrenta um frio terrível. Muitas morrem neste último estágio de transformação. Quando as penas começam a crescer, a renovada águia sai da toca para um lindo e longo voo."
 
O processo de tirar as penas é sofrido, mas é preciso tirar para nascer mais fortes, vigorosas. É a obra nova do Senhor. Para que a graça de Deus possa agir em nossa natureza é preciso passar por esse longo processo de amadurecimento, de conversão, de restauração.

O Senhor está sempre nos reconstruindo, nos restaurando, porque a sua obra precisa ser acabada. Ele realiza obra nova, mas é preciso entregar tudo, oferecer a vida.

Esse roteiro de salvação se cumpriu na vida do padre Léo, e se confirmou quando disse: "É preciso ser maduro na fé para acolher e reconhecer o jeito de agir de Deus em nossa história."

Padre Léo seguiu o roteiro original que Deus preparou para ele, alçou um vôo tão alto, que atingiu o céu.
Bem aventurados os que perseveram na fé, sobem a montanha da liberdade e como águias reinam em ninhos sobre o rochedo. "Ou nos refugiamos em Deus ou nos perdemos."

Adquira este livro: www.bethania.com.br  

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!