terça-feira, 22 de março de 2016

Consertando as redes

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:



"E aconteceu que, apertando-o a multidão, para ouvir a palavra de Deus, estava Ele junto ao lago de Genesaré; e viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes. E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão. E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar. E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede. E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede." Lucas 5, 1-6

Olá meus queridos e amados irmãos em Cristo, que o amor e a misericórdia de Deus cure os vossos corações. Essa passagem bíblica é de uma riqueza maravilhosa e muito oportuna para os tempos que estamos vivendo. 

"... Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos..." Parece que nós estamos repetindo essa mesma frase para Jesus não é? Todos os dias fazemos a oração da lamúria, enchendo o ouvindo Dele só com nossas lamentações, que muitas vezes são reflexos do nosso egoismo. Nós queremos ser cristãos apenas da ressurreição, não queremos ter que passar pelo calvário, não queremos abraçar as nossas cruzes.

Precisamos mudar esse tipo de pensamento, esse tipo de comportamento. Parecemos bebês chorões nos braços do Pai. Se fosse só isso seria muito bom, pois temos um Pai rico em amor e misericórdia, mas na verdade, nós temos sido bebês mimados que queremos que o Pai faça tudo aquilo que nós queremos. Esse é um dos motivos que mostram o por quê de nossas vidas estarem tão sem sentido.

Nós parecemos como esses pescadores, trabalhamos, estudamos, lutamos todos os dias pela vida, pelo que é certo, mas parece que nada estamos pescando. Onde está o problema? Porque não estamos pescando nada? Porque estamos nadando e morrendo na praia? 

Esse trecho nos mostra que os pescadores estavam lavando as redes. Parece estranho, mas a rede precisa ser lavada, pois algumas coisas ficam presas nelas. Tem o lixo do mar, tem peixes mortos, por isso é necessário limpar, lavar as redes. 

O que  é essa rede em nossas vidas? Essa rede é o nosso próprio coração*. Nosso coração é como uma rede cheia de nós e fios. Eles nada mais são do que os fios de nossos relacionamentos, são os fios das situações diárias que vivenciamos, são os fios que nos conectam a Deus, a tudo e a todos. Como os pescadores, nós também precisamos lavar as redes do nosso coração. Em outra tradução da Bíblia podemos ler que ao invés de lavar, os discípulos consertavam suas redes. 

Essas duas versões são muito importantes para a nossa reflexão. O nosso coração está sujo pelo pecado. Sujamos o nosso coração todos os dias, pois nos alimentamos de situações que não condizem com aquilo que Deus deseja para nós. A sujeira entra pelos nossos ouvidos e nós não a filtramos. Aceitamos todo tipo de lixo e, por vezes, dispensamos ou não escutamos as coisas que realmente alimentam (ou deveriam alimentar) a nossa alma e o nosso coração.

Emporcalhamos o nosso coração de todo tipo de sujeira, de desamor, de rancor, de mágoas, de falta de perdão, de falta de caridade, de interpretações equivocadas. Não só sujamos o nosso coração, como muitas vezes ele está despedaçado, estraçalhado, quebrado, por tantas mágoas, por tantas decepções, por tantas injustiças, por tantas frustrações, por tantas expectativas não supridas. 

Infelizmente há muitos corações, assim como os nossos, feridos e machucados e para se protegerem de dores e sofrimentos, as pessoas saem machucando umas as outras para não serem machucadas, por isso o sofrimento humano tem aumentado bastante e com ele vem toda essa sujeira que está cada dia mais tomando conta de nosso coração.

Por isso nós precisamos lavar, consertar, curar, o nosso coração ferido e machucado. Precisamos consertar as redes dos relacionamentos quebrados de nosso coração. Precisamos purificar o nosso coração. E talvez você esteja se perguntando: Mas como vou lavar, como vou consertar a rede do meu coração? 

Na passagem há dois grandes sinais que a Palavra de Deus nos mostra: Jesus estava próximo a barca onde os discípulos lavavam as redes. Infelizmente é assim que Jesus está em nossas vidas: próximo, observando de longe, esperando um sinal, um pouco de nossa atenção, esperando que abramos uma oportunidade para que Ele possa vir ao nosso encontro e lavar as redes sujas de nosso coração.

Jesus não pode mais continuar próximo, Ele precisa entrar na barca de nossas vidas. Enquanto Jesus não entrar nessa barca, que também é o nosso coração, nós não lavaremos as redes dos nossos corações, nós não conseguiremos consertar as redes do nosso coração. Nós continuaremos pescando noites e mais noites e não pescaremos nada. 

Outro sinal que a Palavra nos mostra é que Jesus dá a ordem:  "Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar (...)" e Pedro diz: "... mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede." É preciso que tenhamos os ouvidos abertos para ouvir as ordens que Jesus nos dá. Mas é com muita tristeza que eu, você e todos nós, infelizmente não damos ouvido a Jesus, preferimos acreditar no que a sociedade diz do que Ele. 

A atitude de Pedro precisa ser a nossa atitude de todos os dias: "... mas por causa de Tua Palavra, lançarei a rede." Pedro acreditou na força da Palavra de Jesus. Pedro lançou não só as redes ao mar, mas se lançou com profunda confiança na Palavra de Jesus. E o que acontece a seguir? Pescaram tanto peixe que quase não cabia na barca. 

Essa é a diferença que está faltando em nossas vidas, a presença de Jesus, a força de Sua Palavra. Precisamos confiar no agir de Deus em nossas vidas, precisamos nos lançar com muita confiança na vontade de Deus, no caminho de Deus.


Vamos rezar:





clique na imagem para ampliar


* Na pregação "Conserte suas redes" (usada como auxílio para essa postagem), o Padre Léo nos ensina que para essa pregação todas as vezes que ele se referisse ao coração, significaria o que na Psicologia se fala em 'consciente, subconsciente e inconsciente'.

Abraço fraterno!
Jonathan Melo

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!