sábado, 19 de março de 2016

Padre Léo e a devoção a São José

“José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo” (Mateus 1,20). 

Havia muitas razões para as preocupações do jovem carpinteiro chamado José. Como explicar que Maria, com quem tinha compromisso de se casar, iria ter um filho que não era seu? As dúvidas em seu coração lhe consumia, pois não tinha ninguém com quem partilhá-las. José adormeceu e sonhou. Um sonho, onde um anjo lhe revela para não ter medo de recebê-la como esposa, pois o filho de Maria era o Filho de Deus, concebido pelo poder do Espírito Santo. O jovem acordou, embora com medo, compreendeu, pois conhecia as escrituras. Recebeu Maria como esposa com a missão de amparar a Mãe e o Filho de Deus. Aceitou livremente ser o pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo, acolheu o projeto de Deus, para a sua vida.

Hoje, 19 de março, a Igreja celebra alegremente, a solenidade de São José, o esposo da Virgem Maria, o pai adotivo de Jesus, patrono da Igreja Universal, modelo de esposo e trabalhador, o justo, o homem de Deus!
Recordamos aqui a magnífica pregação do padre Léo: “Esperar contra toda desesperança”, quando no dia 19 de março de 2004, nos fala com muita nobreza de São José, um homem que enfrentou uma situação, que aos olhos humanos, era impossível de resolver, porém sua vida estava nas mãos de Deus e confiou inteiramente Nele. A sua segurança estava em Deus, e por isso alcançou o milagre de ser o pai de Jesus, o filho do Altíssimo. Essa é a mensagem dessa pregação.
"A Igreja Católica, nesta Quaresma está vestida de roxo hoje, Mas hoje na solenidade de São José, vestimos branco e cantamos o Glória, por causa de quem? Por causa do carpinteiro são José, um carpinteiro, um homem simples, mas que ajudou a mudar a história da humanidade, porque acreditou no milagre, experienciou o milagre, tornou-se canal de milagres". 

Momento de emoção foi quando padre Léo toma em seus braços a imagem de São José.
"Se você pensar há muitos anos atrás, num contexto machista, aparece esta figura ‘feminilizada’: um homem com o menino no colo, e olha o que tem na outra mão, uma florzinha, um Lírio, não é esquisito? Se você não tiver essa coragem, não esperimentará milagres... Se Maria deu a carne a Jesus, José deu o nome, Jesus foi nomeado por José, José dá proteção a Jesus, por isso se vê Jesus no colo de José". 

José possuía todas as virtudes, por isso era um homem justo.
"Se José não fosse equilibrado, ele iria para um boteco e encheria a cara, garçom por favor traz uma ai! Mas não, José era um homem equilibrado, era justo, se ele assumisse com dúvidas, ele não seria justo. Ele decide ir embora secretamente, ele não murmurou, ele não denunciou Maria, não foi para o boteco, não foi pescar para esquecer os problemas, mas encarou! ele silenciou secretamente! Se José fosse embora, Maria seria acolhida quando voltasse pelos seus pais, mesmo abandonada por José, mas ele assumiu a culpa que não era dele, por que era sua missão, por que ele era justo e equilibrado, por isso foi capaz de sacrificar a sua própria vontade, e quando ele tomou a decisão correta, somente ai o anjo desapareceu!"

Assim como São José, nós precisamos aprender a confiar na voz de Deus. Não espere que algo aconteça para começar a confiar em Deus, e experienciar muitos milagres.

ACAMPAMENTO DE CURA E LIBERTAÇÃO EM CACHOEIRA PAULISTA (CANÇÃO NOVA)
19 A 21 DE MARÇO DE 2004-TEMA: EXPERIENCIAR MILAGRES – LANÇAMENTO DO LIVRO. 

ADQUIRAS AS PREGAÇÕES: www.bethania.com.br  



Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!