quinta-feira, 30 de junho de 2016

O caixote


"Eu nasci no dia em que meus pais faziam dez anos de casados. Olhem só que presente papai e mamãe ganharam. Dez anos veio 'eu'. E eu fui o nono filho. É, meu filho, lá em casa era assim! Que nem usar banheiro de rodoviária: saiu um, entra o outro. Morava na roça. Mamãe não tinha babá. Único que tinha é que nós babávamos. Mas o resto...



Agora, você imagina lá na roça, lá no Biguá, sem luz elétrica, sem água encanada, dois quartos, sala e cozinha... Como é que mamãe cuidava daquela filharada toda? Mamãe é inteligente! Mamãe pediu ao papai, ele fez um caixote de madeira. Ela forrou o caixote com colchão de palha e punha nós lá dentro. Aí mamãe ia lavar roupa: mamãe puxava o caixote. E nós lá dentro! Mamãe ia costurar: puxava o caixote. Vez em quando jogava uns bolos de fubá lá dentro. Por isso que lá em casa são todos bonitos assim, gordos. Então, mamãe para poder trabalhar e pensar, ela punha os filhos... Porque depois ainda vieram mais três. É, uai! Lá no Biguá quando passava carro, a gente corrria na porteira pra ver o carro, né? E quando passava avião, a gente corria e se escondia debaixo da cama. Eles falavam que avião trazia neném. Lá em casa já tinham doze! 

Então mamãe pra poder trabalhar e pensar, ela punha a gente dentro do caixote. O encardido resolveu copiar a mamãe. E o encardido pensou assim: 

- A Dona Nazaré, pra poder trabalhar, ela põe as crianças no caixote.

Aí o encardido reuniu a turma de encardidinhos dele lá, né? Falou: 

- Nós vamos ter que fazer assim é com o jovem. Se a gente quer mandar no mundo, a gente tem que encaixotar o jovem!

 Aí o outro encardido, mais meio burrinho, falou assim: 

- Você é burro, rapaz? Os filhos da Dona Nazaré, quando eles crescerem, eles vão sair todos do caixote. O jovem, ele é grande... Você acha que o jovem vai aceitar ficar dentro do caixote, sua anta?

Ai falou:

- Nós vamos colocar o jovem dentro do caixote, mas primeiro nós vamos por na cabeça dele que é dentro do caixote que ele é livre.

- Ah, rapaz! A tática é boa! Dá certo. Deu certo com Adão e Eva. Deu certo com aquele menino lá de Lucas 15... Vamos colocar os jovens no caixote. 

Padre Léo

Trecho da pregação: Os caixotes das drogas.

Para adquirir essa pregação, clique aqui

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!