quinta-feira, 14 de julho de 2016

O caixote da moda

"Por isso o encardido, e todos aqueles que trabalham a seu serviço, que hoje, infelizmente, é uma turma... O serviço que eles fazem são caixotes para prender os jovens. Caixote da moda, por exemplo. Por que a moda muda tanto? Porque o jovem tem que achar que ele vale aquela roupa que ele veste. Não é pelo corpo que ele tem. O jovem tem que começar  a perder a autoestima em si. Ele tem que ficar se comparando. Ele olha pro outro e fala: 'Nossa, o outro tem roupa melhor, tem carro melhor! Eu sou feio.' A coisa que o encardido mais gosta... Sabe qual o louvor ao encardido que ele mais gosta? É quando o jovem chega no espelho e fala assim: 'Eu sou feio!' Aí o encardido olha pra Deus e fala: 'Olha sua imagem e semelhança lá, oh!' Porque o encardido não pode atingir Deus. Então ele tenta atingir a imagem e semelhança Dele que somos nós. E acima de tudo, tentar atingir como? Deformando. Enfeiando a gente. Então, o caixote da moda, o jovem começa a pensar: 'Eu não valho nada. Só se eu estiver bem vestido. Só se eu estiver com aquela roupa daquela marca...' 




Dizem que a Nova Era investe até em marca de roupa. É por isso! A Nova Era é o jeito novo que o encardido usa de apresentar o pecado sempre velho! Então o jovem começa a entrar no caixote da moda e dizer: "Eu não valho nada, quem vale é minha roupa". E aí as pessoas ainda olham e falam: "Você está bonita, heim?" Vai reafirmando. Vai realçando. E a gente vai acreditando."


Padre Léo

Trecho da pregação: Os caixotes das drogas.

Para adquirir essa pregação, clique aqui

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!