quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Homens e mulheres de corações curados!

"O mundo se afasta para deixar passar quem sabe aonde vai. Nada nem ninguém podem impedir uma pessoa de chegar aonde deseja, se ela realmente deseja. Mas o importante não é só chegar a algum lugar, e sim saber por que e para que chegar!... Só com o coração curado é possível encontrar forças para vencer, contra tudo e contra todos."


Neste trecho do livro: “Corações Curados”, padre Léo nos sugere uma revalorização da pessoa humana, ocupando um lugar de destaque, no pódio da vida, no mundo.
O capítulo: “Nossos de-eficientes paraolímpicos”, é uma declaração de amor aos ‘eficientes’ atletas, que o padre Léo aprendeu a admirá-los pelo testemunho de luta. "Gosto de quem não desiste da vida. Gosto de quem vence desafios". 

Com a Cerimônia de Abertura dos jogos Paralímpicos no Estádio do Maracanã hoje, dia 07 de setembro de 2016, tem início o maior evento esportivo mundial, disputa de atletas, desde portadores de algum tipo de deficiência física: amputações, cegueira ou paralisia cerebral, além de deficientes mentais. O Brasil, anfitrião dessa linda festa, quer atingir a meta do quinto lugar no quadro de medalhas.

A grande tentação do homem é desanimar perante a um desafio, por julgar que não vai conseguir realizá-lo ou superá-lo. Padre Léo, em sua pregação: “Vacina contra o desânimo”, de 26/09/2004, nos fala, mais uma vez, com muita alegria e entusiasmo sobre os atletas paralímpicos, que são capazes de ir além porque olham além, e encontram o sentido de viver, por isso transcendem para superar suas limitações. Diante de uma deficiência devemos olhar com os olhos de Jesus, olhar além da aparência. "Eu fico fascinado! Que garra, que luta, de uma pessoa que não desistiu, e em Deus... Você não pode desistir... O desânimo faz você se cansar antes mesmo de começar a andar. A falta de sentido para a sua vida é o que leva ao desânimo. Se você achar sentido para a sua vida, aconteça o que acontecer você chega lá". 

Nessa vida vamos nos esbarrar com as nossas fraquezas, nossas limitações, mas Deus busca os mais necessitados e os promove na fé, rompendo todas as barreiras. Mostra-nos que o desafio não é grande demais se tivermos fé. Tudo o que o homem conseguiu de grandioso foi tentando o impossível.
Daniel Dias, que nasceu com má formação congênita dos membros superiores e da perna direita é o campeão das piscinas.
Clodoaldo Silva teve paralisia cerebral, que afetou o movimento das pernas, 13 medalhas na história dos Jogos, ele se prepara para sua quinta e última Paralimpíada, aos 37 anos.
Dirceu Pinto, bicampeão paralímpico de bocha, possui uma doença degenerativa muscular.
A mineira Terezinha Guilhermina é cega é campeã das pistas, com seis medalhas em Jogos Paralímpicos.
Esses são alguns exemplos de corações curados, que chegaram lá, pela fé. "Vale a pena conhecer um pouquinho melhor esses e outros fabulosos atletas brasileiros que, superando deficiências físicas seríssimas chegaram ao topo do pódio". 

Olhando para a garra e a coragem desses atletas, certamente temos muito que aprender.  
Parabéns a todos! Padre Léo, do céu intercede por vocês!

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!