terça-feira, 20 de setembro de 2016

Nossa libertação tem um ponto de partida e um ponto de chegada: a Cruz de Jesus

"Meus irmãos, nós precisamos estar convictos disso: não é esforço pessoal, não é ascese, não é jejum, não é limitar minha vida em todos os sentidos possíveis que vai me levar a uma experiência da libertação. Você não vai deixar o cigarro. Você não vai deixar a bebida. Você não vai conseguir se ver livre desse noivado que está estragando a sua vida. Você não vai se ver livre desse pecado fazendo esforço... Cada esforço que você fizer por conta própria vai aumentar o pecado e vai aumentar o vício. E a única coisa que você vai conseguir fazer é substituir. É sair de um vício e ir pra outro. Bebe remédio para parar de fumar e vicia no remédio. E de um vai pra outro e pra outro, pra outro, pra outro... Como uma pessoa que está sempre doente! 



Há pessoas que estão há dez, quinze, vinte anos doentes! A pessoa sara da perna, vai pro braço. Volta pro médico, agora o problema é no estômago ... Já passou em tudo quanto é médico do SAMDU. Tudo quanto é médico do INPS já foi. 'Agora eu tou com problema nas costas!'. As costas melhoraram. 'Agora eu tou com problema na cabeça!'. Não acha o remédio! Por mais esforço que a gente fizer, a gente não vai encontrar. A nossa libertação tem um ponto de partida e um ponto de chegada: a cruz de Jesus! Vão ter que olhar pro Senhor transpassado!"

Padre Léo

Trecho da pregação "Libertos por Jesus". 

Para adquirir essa e outras pregacões, livros e homilias de Padre Léo, além de produtos da Comunidade Bethânia, clique aqui. 

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!