sábado, 22 de outubro de 2016

A coragem de ser diferente!

A Igreja celebra hoje, 22 de outubro, a memória de São João Paulo II, homem de Deus que ensinou ao mundo inteiro que nesta vida é preciso ter coragem para servir o Reino. Ao término de seu pontificado vimos uma despedida com muita dor e sofrimento, carregou a sua cruz até o fim, nos mostrou a sua grandeza de fé.
Impossível não admirá-lo pela sua coragem! O Papa Francisco relembrou as suas palavras, por ocasião da missa de Entronização, em 22 de outubro de 1978, há exatos 38 anos: “Não tenham medo...” 

Padre Léo tinha um carinho especial pelo Papa dos jovens. A pregação de 16/04/2005, dentro do acampamento PHN, com o tema: Jovem, seja firme e corajoso” vem nos mostrar o quanto o Papa João Paulo II era admirado, tal a nobreza com que falou ao longo da pregação. Os jovens precisam seguir o seu exemplo, ter a coragem, assim como ele, de doar toda a sua vida para Deus, disse o padre.

"As suas últimas palavras aos jovens: ‘Eu fui até vocês e agora vocês vêm até mim. Eu agradeço’. Nas exéquias, o que mais impressionou foi que 99% eram jovens. Por que tantos jovens foram a Roma ver um idoso, aliás não era, ele voltou a ser criança. É porque você, jovem PHN, geração João Paulo II precisa ser a voz do Papa". 

Padre Léo falou com emoção da última aparição do Papa quando se aproximou da janela, tentou pronunciar algumas palavras, mas uma expressão de dor visível em seu rosto. Fez o sinal da cruz e as cortinas se fecharam.
"Quando vi o Papa pela televisão, eu disse: ‘Está prontinho para ir pro céu’". 

A cena que marca a vida de um homem que não se abateu e lutou com todas as armas para vencer as adversidades.
"Nunca na história da humanidade haverá uma cena como esta: Na praça de São Pedro, as pessoas mais importantes do mundo, homens ricos e poderosos, 176 delegações oficiais... O mundo inteiro assistindo um corpo que se gastou feito uma vela, foi queimando, queimando, deitado num caixão de cipreste. Que cena espetacular!"

"Se há uma palavra para definir João Paulo II é: Coragem. A coragem de ter sido diferente, a coragem de ter pedido perdão ao mundo, a coragem de ter ido ao mundo islâmico, a coragem de ter convivido com pessoas menos e mais importantes, a coragem de ter ido à favela, tirar o anel e entregar... 
Homem da estirpe de João Paulo não morre. É a coragem de não ter desistido. A coragem de nadar contra a corrente, a coragem de ter sido contra a guerra. Papa corajoso, porque teve a coragem de dizer ao jovens: ‘Jovens, sejam diferentes! Jovens, vivam a pureza! Jovens, não entra na onda da prostituição! Jovens, não entram na onda do aborto!’". 

Os sinais de Deus, quando mais tarde esse homem se tornou santo. É o princípio de nova vida, no coração do Altíssimo.
"No caixão de cipreste, deitado no chão, pé no chão, mas os olhos para o céu, lá o vento em Roma, os cardeais seguravam a tampa do caixão por causa do vento, aquele homem revolucionou o mundo, assim também quando em Assis o Papa disse para o vento forte: fala vento. 
O mesmo se repete em Roma, o Homem morto, ensinou a outros homens a morrer, ensinou o mundo a morrer, quem vive em Deus, morre em Deus, e esse vento que desceu de novo, feito o vento de pentecostes, é esse vento que precisa mudar a sua vida". 

Ao final da pregação, uma mensagem para os jovens:
"Nessa vida, ou você se torna uma geração João Paulo II, ou você se torna um nada, O Papa, ensinou o mundo a morrer, quem vive na coragem, tem coragem de morrer". 

 São João Paulo II, rogai por nós!  

Escolha tipo e tamanho da fonte do texto:

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!