domingo, 16 de outubro de 2016

Essa tal liberdade - O dia em que Pe. Léo pregou com a música de Alexandre Pires

Em 13 de novembro de 1999, em Cachoeira Paulista, na Comunidade Canção Nova, Pe. Léo realizou a pregação Jovens Sarados, onde usou a música de Alexandre Pires para evangelizar para a imensa juventude presente. A interpretação que ele fez da letra e a maneira como a introduziu no contexto da pregação foi extraordinária. Confiram o trecho transcrito desse momento: 

Vamos cantar o "Filho pródigo"? Não. Assim, não... Dá uma batida aí na bateria. O "Filho pródigo" que eu vou cantar é diferente:



🎼O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade

Se estou na solidão pensando em você?
Eu nunca imaginei sentir tanta saudade

Meu coração não sabe como te esquecer
Eu andei errado, eu pisei na bola

Troquei quem mais amava por uma ilusão

Mas a gente aprende, a vida é uma escola

Não é assim que acaba uma grande paixão

Quero te abraçar, quero te beijar

Te desejo noite e dia

Quero me prender todo em você

Você é tudo o que eu queria

Quero te abraçar, quero te beijar

Te desejo noite e dia

Quero me prender todo em você

Você é tudo o que eu queria

O que que eu vou fazer com esse fim de tarde?

Pra onde quer que eu olhe lembro de você

Não sei se fico aqui ou mudo de cidade
Sinceramente, amor, não sei o que fazer
Eu andei errado, eu pisei na bola

Troquei quem mais amava por uma ilusão

Mas a gente aprende, a vida é uma escola

Não é assim que acaba uma grande paixão

Quero te abraçar, quero te beijar

Te desejo noite e dia

Quero me prender todo em você

Você é tudo o que eu queria🎼

Essa música é o "Filho pródigo". Coração de Jesus bate forte por você. Por você também, Alexandre Pires! Claro! Jesus ama muito aquele menino! Além de ser mineiro, fez essa música. Prestem atenção na letra! Tem tanta coisa... Eu penso que a ideia dessa música é que esse menino era casado, não é? E que aí, um dia, descobriu uma outra pessoa.

 Porque o encardido é igual amante: é sempre bom, é tudo bacana, tudo bonito! O encardido é assim. E ele largou a mulher dele. Ou a namorada, não sei... E ele já foi para outra. Ele não aguentava mais aquele namoro. Aquele namoro tava prendendo ele. Ele queria ser livre. Ele não aguentava mais a família da namorada, ou da mulher, ou os filhos, sei lá... Ele queria ser livre! E qual é o nome dessa musica? "Essa tal...", até o nome diz que é "Essa tal", porque não é a liberdade... E essa é a liberdade falsa! E essa liberdade falsa é baseada na promessa do encardido. Ela é a minhoca, mas vem junto o anzol! E aí ele canta quando descobre que está no brejo: 

"O que eu vou fazer com essa tal liberdade?"

Eu que busquei tanto essa liberdade da droga? Eu que busquei tanta a liberdade do sexo? Eu queria ser o mesmo. Eu queria fazer tudo que eu queria. Eu queria! Mas aí chegou o momento do brejo e você descobre que no brejo ninguém pode ser livre. Tudo que tiver pecado não pode levar você à felicidade. De jeito nenhum. E você cai na solidão. Estou na solidão. Na fossa. Fossa é brejo. 

"Pensando em você..."

Esse você que ele está pensando é a saudade que tem no nosso coração... A saudade de Deus. A saudade de voltar para a casa de Deus. Foi por isso que ele disse "Quero te abraçar. Quero te beijar...", são as palavras idênticas tiradas de Lucas 15. O pai foi correndo, o abraçou, o cobriu de beijos! O nosso coração está dizendo isso pra Deus, porque nós somos príncipes e princesas. Nós somos filhos do Rei. Nós não nascemos para viver no brejo. O nosso coração está dizendo pra Deus: "Deus, quero te abraçar, eu quero te beijar. Deus, eu te desejo noite e dia! Deus, eu quero me prender todo em você".
Porque quem está no brejo, perdeu o sentido da vida.

E ele confessa na segunda parte:

"O que eu vou fazer com esse fim de tarde?"

O jovem, quando está lá no pecado, ele não sabe o que fazer. Ele fica doido! Ele entra em casa, liga a televisão, liga o rádio... Ele liga a eletrola, ele põe um CD. Aí ele levanta. Ele mexe pra lá, mexe pra cá... Ele não sabe o que fazer. Ele não sabe para onde ir! Ele telefona pra um, telefona pra outro... Não sabe e aí vai fumar maconha. 

"Pra onde quer que eu olhe, eu lembro de você."

Quem está no brejo, está sempre pensando em Deus. 

"Não sei se fico aqui ou mudo de cidade."

Ele descobre essa verdade... Não pense que você vai esperar mudar o mundo, mudar isso ou aquilo pra ser feliz. Não espere mudar nada que está fora de você, porque nada nem ninguém que esteja fora de você pode fazer você feliz. Nada e nem ninguém! É preciso brotar de dentro. É preciso cair essa máscara. Você é filho do Rei! Você é filha do Rei!  

Padre Léo

Trecho da pregação "Jovens sarados"

Para adquirir essa e outras pregacões, livros e homilias de Pe. Léo, além de produtos da Comunidade Bethânia, clique aqui. 


Um comentário:

  1. Feliz interpretação de padre Léo pode conduzir muitos ouvintes pecadores aos braços de Deus.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!