Quando a gente vai se nivelando ao pecado

"Olhando para o pecado, eu vou me nivelando... Vou ficando ao nível do pecado. Eu vou ficando parecido com o pecado. Você já notou que criança adotada com o tempo fica parecida com a mãe? Com o pai? A gente vai ficando parecido com aqueles que a gente convive. As pessoas quando começam a conviver com as outras vão falando do jeito das pessoas... O sotaque! Algumas palavras que a pessoa diz, o outro começa a dizer também.  Porque a gente vai se influenciando: o jeito de falar, o jeito de se vestir, o jeito de rir, o jeito de brincar... 



Quando a gente vai se nivelando ao pecado, quando a gente vai ficando amigo íntimo do encardido, a gente vai ficando parecido com ele. Isso é o mais terrível do pecado! Quantas e quantas vezes você ouviu alguém dizer: 'Fulano parece o próprio demônio!'? Não é assim? 'Padre, o meu marido parecia que estava dominado pelo encardido!'. Porque a gente vai ficando parecido com aquele que a gente anda. Com aquele que a gente imita. Eu vou ficando nivelado ao pecado. O ser humano sabe quem ele é quando ele começa a olhar pra Jesus! Vão ter que olhar! Não tem outro jeito!"

Padre Léo

Trecho da pregação "Libertos por Jesus". 

Para adquir esssa e outras pregacões, livros e homilias de Padre Léo, além de produtos da Comunidade Bethânia, clique aqui. 

Compartilhe:

Um comentário:

  1. olá mesmo sem ter tido a opurtunidade de ter conhecido o Padre Léo eu amo ver os vídeos das histórias que ele contava e cada ensinamento por trás das histórias um forte abraço. Rogério Monteiro do Rio de Janeiro

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...