terça-feira, 7 de março de 2017

Pregação: O caminho da felicidade


Neste mundo conturbado, queremos encontrar a qualquer custo a felicidade, para isso, percorremos caminhos obscuros, que nos afasta da verdadeira felicidade. E em consequência vivemos em nosso mundinho egoísta.
 

Aconteceu em 28/12/2002, Acampamento de Ano Novo, no Rincão do meu Senhor, Canção Nova, em Cachoeira Paulista, às 9:00 horas, a pregação: O caminho da Felicidade.
Padre Léo vem nos exortar sobre o perigo do apego às coisas desse mundo. Sem o desapego não existe a felicidade plena. "Se você quer ser feliz, só existe uma saída: seguir o caminho do Senhor. Caminho na Bíblia significa, o conjunto de normas de mandamentos do Senhor. O caminho para ser feliz tem nome, João 14,6: ‘Eu sou o caminho!’ Jesus falou que era o caminho, por que só existe um caminho, Ele: Jesus". 

O desapego, a negação de si mesmo, é o caminho do amor libertador, transformador.
"Jesus não nos oferece um caminho largo, mas um caminho que vai passar pela cruz". 

As três coisas erradas que o mundo ensina para encontrarmos a felicidade:
1º)”Eu vou ser feliz quando eu adquirir aquilo que eu não tenho”. 
2º)"Só vou ser feliz quando eu não perder aquilo que eu já tenho". 
3)"Só serei feliz, se não me acontecer nada de mal". 

Um ensinamento fabuloso: amar sem se apegar.
"Jesus amou todas as pessoas, mas sem se apegar, até mesmo o pai, deixou o pai e veio. Jesus não se apegava nem a aplauso, nem as criticas. Ele fugiu quando queriam jogar pedra, e quando queriam fazer dele rei".

O amor e o apego não combinam, para amar é preciso desapegar, diz o padre, citando Mt 10,39 “Quem quer salvar sua vida, a perderá e quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará”, Se procuramos a felicidade das coisas do mundo, vamos comprometer a nossa salvação. Se, ao contrário, seguirmos a doutrina de Cristo, aos olhos do mundo, perdemos a vida, mas ganhamos a vida eterna.

Também nos chama a atenção para a passagem de Mt 19,16-22, o diálogo entre Jesus e o jovem rico. O excessivo apego aos bens da terra, daquele jovem, vai contra a lógica de Deus, que é viver nossa vida em favor dos mais necessitados. O jovem se afastou de Jesus, muito triste, porque não quis se comprometer, preferindo os bens terrenos, aos valores eternos que lhe foram prometidos.

O ponto central dessa pregação:
"Nada e nem ninguém que esta fora de nós, nos fará feliz. É o senhor que nos faz feliz e nos mostra o caminho. O Sentido da vida é amar sem se apegar, é levar o outro para o céu".

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!